header top bar

section content

Justiça multa Dinaldo por propaganda irregular

O juiz da 28ª Zona Eleitoral de Patos, Antonio Maroja Limeira Filho, aplicou duas multas à Coligação “Patos Quer o Melhor I”, que tem como candidato a prefeito de Patos, Dinaldo Medeiros Wanderley (PSDB), no valor de R$ 5.320,50, cada uma. O candidato foi denunciado por irregularidades encontradas na propaganda em pintura de paredes com […]

Por

20/08/2008 às 10h45

O juiz da 28ª Zona Eleitoral de Patos, Antonio Maroja Limeira Filho, aplicou duas multas à Coligação “Patos Quer o Melhor I”, que tem como candidato a prefeito de Patos, Dinaldo Medeiros Wanderley (PSDB), no valor de R$ 5.320,50, cada uma. O candidato foi denunciado por irregularidades encontradas na propaganda em pintura de paredes com tamanho superior a 4m², caracterizando outdoor e também acabou penalizado pela existência de pintura em pontos comerciais.

A Justiça constatou que as duas propagandas questionadas pela Coligação “Patos Segue em Frente I”, mediam 4,80m² e 5,55m², o que fere a resolução n° 22.718/2008 que prevê o limite de 4m² de acordo no seu artigo 14.

Alegação
A Coligação de Dinaldo alegou em sua defesa que as propagandas eleitorais visuais são de responsabilidade do proprietário do imóvel onde estão colocadas, pois não teria fornecido a ele o material a ser exibido. A assessoria jurídica tucana declarou ser impossível policiar os correligionários, afirmando que apenas foi responsável pela propaganda eleitoral pintada na parede externa do imóvel.

No entanto, Maroja observou que a resolução dispõe, “que em bens particulares, independe de obtenção de licença municipal e de autorização da Justiça Eleitoral a veiculação de propaganda eleitoral por meio de fixação de faixas, placas, cartazes, pinturas ou inscrições, que não excedam a 4m² e que não contrariem a legislação”.

Maroja ainda citou que no caso em análise, “a própria coligação representada admitiu que foi responsável pela produção da propaganda eleitoral pintada na parede externa do imóvel privado, conforme constatação dos fiscais de propaganda”, entendendo assim pela aplicação da penalidade de multa de R$ 5.320,50, cada uma.

Esta foi a terceira multa imposta a Coligação Patos Quer o Melhor por propaganda irregular.

Ascom

Tags:
COM OLIVAN PEREIRA

VÍDEO: Exoneração do sobrinho de Rivelino Martins e nomeação de Maura Sobreira agitam o Direto ao Ponto

CONTRA A LIBERAÇÃO

VÍDEO: Comandante da PM de Cajazeiras vê risco de aumentar crimes domésticos e fúteis com posse de arma

EM 2020

VÍDEO: Deputado federal sugere que Chico Mendes pode ser candidato a prefeito de Cajazeiras pelo PTB

UNA FREVO 2019

VÍDEO: Com 16 atrações, destaques nacionais e percurso do frevo, carnaval da cidade de Uiraúna é lançado