header top bar

section content

Deputado do Sertão da Paraíba poderá ser preso a qualquer momento pela Polícia Federal

O deputado paraibano teve o habeas corpus negado pela justiça e pode ser preso pela PF

Por Luzia de Sousa

19/04/2016 às 16h37 • atualizado em 19/04/2016 às 21h32

O deputado estadual e ex-prefeito de Patos, Sertão do estado, Nabor Wanderley, entrou na Justiça dia 14 com um pedido habeas Corpus preventivo. O intuito seria evitar ser preso pela Polícia Federal por uma suposta investigação de irregularidades durante a sua gestão como prefeito de Patos.

O pedido de habeas corpus foi negado pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e nesse momento não existe nenhuma segurança advocatícia que assegure a liberdade do parlamentar.

Defesa – Nabor Wanderley esclarece a opinião pública, que ingressou com um habeas corpus no STJ, tendo em vista que o Ministério Público moveu uma ação penal que tramita no Tribunal Regional Federal da 5ª Região em virtude de um convênio para a construção de Poços nos anos de 2004 e 2005. Todavia, O MP alegou problemas na primeira fase convênio quando o Prefeito de Patos à época era Dinaldo Wanderley, portanto, de sua única e exclusiva responsabilidade.

DIÁRIO DO SERTÃO com Polêmica Paraíba

Recomendado para você pelo google

VIRALIZOU NA WEB

Vídeo de jovem que se feriu ao pular de sangria de barragem no Sertão vai parar em página de humor

VÍDEO!

Projeto social de Cia de Trânsito de Cajazeiras distribui cestas básicas e ovos de Páscoa para crianças

DESABAFO

VÍDEO: Vereadora ex-aliada do prefeito de Ipaumirim, detona gestão de Geraldão: “O prefeito é ausente”

BOA INICIATIVA!

Prefeito de Monte Horebe anuncia pães e peixes para população carente e antecipação do salário de Abril