header top bar

section content

Empresário revela surpresa a indicação do vice em Cajazeiras, mas diz: Não sou político

“O convite teve, agora eu não sou político”., disse Tiko Miudezas

Por Luzia de Sousa

06/06/2016 às 17h56 • atualizado em 06/06/2016 às 17h57

Tiko Miudezas teve nome lembrado para vice

O empresário Francisco do Nascimento, Tico Miudezas (PSB) em entrevista a imprensa de Cajazeiras nesta segunda-feira (6) declarou que recebeu com muita surpresa a lembrança do seu nome para compor a chapa da majoritária pela situação na Terra do Padre Rolim.

VEJA TAMBÉM:

O descontentamento de Ricardo Coutinho em Cajazeiras

União: Zé Aldemir, Jeová e Ricardo Coutinho no mesmo palanque

Volta de José Aldemir ao ‘ninho girassol’ poderá causar “virada” no cenário político de Cajazeiras

Junior Araújo: um nome forte para vice na chapa de Denise em Cajazeiras

“Dessas figuras citadas (possíveis nomes para vice) vejo meu nome como último, pois uma pessoa que vendeu coentro, tomate na feira e ter seu nome lembrado, não venha me dizer que a pessoa não fica satisfeito”, disse ele.

Tiko Miudezas se disse orgulhoso por ter seu nome lembrado entre tantos de ‘peso’ político em Cajazeiras, mas ponderou: “Não sou político, sou um trabalhador”.

Filiação
Segundo dados Tribunal Regional Eleitoral, o empresário é filiado ao PSDB, mas Tiko informou que tem a ficha de filiação ao partido do governador e declarou: Recebi com muita surpresa”, se referindo a indicação.

Ele revelou que foi convidado por políticos de Cajazeiras e por colegas empresários. “O convite teve, agora eu não sou político”.

Ouça áudio da Rádio Alto Piranhas!

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo fala sobre o Festival de Prêmios do Atlético e do clássico contra o Sousa

MASSACRE DE SUZANO

VÍDEO: Psicóloga fala sobre jogos eletrônicos e ausência da família influenciando tragédias com jovens

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante