header top bar

section content

Diretora do SINTEP-PB em Cajazeiras explica por que os sindicatos e os movimentos sociais não realizaram manifestação na greve geral – VÍDEO!

Centrais sindicais e movimentos sociais convocaram para esta sexta-feira (30) uma nova greve geral em protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista

Por Jocivan Pinheiro

30/06/2017 às 15h23 • atualizado em 30/06/2017 às 15h26

Centrais sindicais e movimentos sociais convocaram para esta sexta-feira (30) uma nova greve geral. O protesto é contrário à aprovação das reformas da Previdência e trabalhista. No entanto, em Cajazeiras, pela primeira vez os sindicalistas e movimentos sociais e estudantis não realizaram manifestações nas ruas nessa era Temer.

Segundo Elizabeth Rodrigues, diretora regional do SINTEP-PB (Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba), o recesso escolar nas redes municipal e estadual de ensino atrapalhou a formação de um grande público para as manifestações em Cajazeiras. Mas os sindicatos locais estão em João Pessoa para participarem de uma plenária da CUT (Central Única dos Trabalhadores ) a fim de organizarem os próximos protestos.

VEJA TAMBÉM: Saiba o que para na greve geral dessa sexta-feira na Paraíba

Esta é a segunda greve geral nacional convocada pelas centrais sindicais. A primeira ocorreu no dia 28 de abril, quando trabalhadores de várias categorias pararam em diversas cidades do País.

Nesta sexta, a paralisação vem afetando os serviços básicos de saúde, as aulas, o trânsito e o funcionamento do transporte público em diversos estados.

DIÁRIO DO SERTÃO

DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”