header top bar

section content

Ricardo tem um roteiro para governar a Paraíba até o final de 2018, revela secretário

"De forma objetiva, ele se reuniu com Lígia e disse não pensar na candidatura ao Senado"

Por Luzia de Sousa

19/07/2017 às 09h17 • atualizado em 19/07/2017 às 09h39

O governador Ricardo Coutinho (PSB) tem um roteiro para governar até 2018 e acredita da sua importância em ficar até o final do seu mandato para entregar todas as obras que estão sendo tocadas atualmente pelo Governo do Estado.

A declaração é do secretário de Comunicação do Estado, Luis Tôrres, que em entrevista a uma rádio local nesta terça-feira (18), falou sobre o assunto e disse que até o ex-presidente Lula recomendou ao governador sair candidato ao Senado.

“Essa coisa pouco comum é que faz que seja difícil de acreditar. De forma objetiva, ele se reuniu com Lígia e disse não pensar na candidatura ao Senado. Isso causou tanto incômodo na oposição que não querem acreditar. Ricardo tem um roteiro de governo até dezembro de 2018”, ressaltou.

Tôrres destaca também que neste roteiro está a entrega da Transparaíba, sistema adutor do Curimataú; o Hospital Metropolitano de Santa Rita e o Hospital do Câncer de Patos, dentre tantas outras obras.

Apesar disso, o secretário garante que é “óbvio que Ricardo vai estar no processo do debate das eleições 2018” e só não vai sair do Governo “para não ter perder a clareza e nitidez dos passos”, concluiu.

Aliança
O secretário também garantiu que é plenamente possível uma aliança do governador Ricardo Coutinho e seu projeto politico com o PMDB para as eleições de 2018. “Não vejo nenhum trabalho de veto neste sentido. Uma leitura simples e rápida do cenário político e percebe-se que o PMDB vai procurar espaços em alguns lugares e não vai ter. Algumas figuras do PSB e PMDB dialogam e não há nada de errado nisso. Esse debate é sobre a Paraíba e será sem espanto se a aliança se configurar”, salientou.

Candidato
Tôrres também enalteceu a capacidade técnica do secretário João Azevedo e disse que ele “carrega e traz consigo a capacidade imensa de representar e dar continuidade a este projeto”.

Ele ressalta também que particularmente acha que João Azevedo, que responde pela responsabilidade técnica das obras da gestão do governador Ricardo Coutinho (PSB), já demonstrou sua responsabilidade e toca mais de R$ 5 bilhões em obras.

Além disso, o secretário destaca que ninguém nunca ouviu falar mal de João. “Ainda assim, não há definição e chegará a hora de bater o martelo. Acompanhando o projeto político pode ver que o partido abriu discussões e há figuras dentro do partido revelando suas preferências e se afunilará em uma decisão”, resumiu.

PORTAL DIÁRIO com Paraíba Já

Recomendado para você pelo google

HOMENAGEM

VÍDEO: Xeque Mate homenageia mototaxistas e entrevista a única mulher mototaxista de Cajazeiras

HOMENAGEM

VÍDEO: Com música ao vivo, programa Diversidade em Foco faz reflexão sobre o Dia das Mães; Assista!

EXCLUSIVO

Presidente reafirma proibição de arma na assembleia, fala da Operação Calvário e cortes de gabinetes

VÍDEO

Governador João Azevêdo fala sobre o afastamento político com Ricardo Coutinho e mudanças no Governo