header top bar

section content

Presidente da Câmara de Cachoeira dos Índios explica confusão em sessão e avisa que vai acionar Justiça: “Se tiver errado que me prenda”

Em conversa com a redação do Diário do Sertão, Wesley Kayke disse que foi agredido pelo vereador e que prestou queixa na Delegacia Polícia Civil.

Por Luzia de Sousa

26/10/2017 às 19h37 • atualizado em 27/10/2017 às 19h45

O Presidente da Câmara de Cachoeira dos Índios, Francisco Pereira de Oliveira (Chico Brito – PR), em participação ao vivo do programa “Balanço Diário” da TV Diário do Sertão nesta quinta-feira (26), se reportou sobre o episódio ocorrido na Casa Legislativa durante a sessão de encerramento do 2º período legislativo deste ano.

Chico Brito explicou que o nome do suplente de vereador, Wesley Kayke estava inscrito para falar no “Tribuna Livre”, espaço que o Legislativo reserva no final da sessão para qualquer cidadão fazer reivindicações, elogios e sugestões, com 5 minutos para cada participante.

De acordo com o presidente da Câmara, Kayke fez sua participação dentro do esperado durante os 5 minutos, mas a partir daí passou a insultar o Poder Legislativo, e como não tinha segurança no local, ele mesmo foi retirá-lo da tribuna.

“Tinha 5 minutos e passou mais de 15 minutos, cortei o tempo e como não tinha segurança eu mesmo fui retirá-lo da tribuna”, disse Chico Brito, adiantando que não tem nada contra a pessoa do suplente de vereador.

Segundo Chico Brito, a ida de Kayke à tribuna foi orquestrado por um secretário da gestão municipal. “Foi para tumultuar a sessão. É tão provado que depois eles saíram com Kayke nos braços”, revelou o presidente da Casa Legislativa.

Presidente da câmara de Cachoeira dos Índios esteve no programa Balanço Diário da TVDS

Secretário
Quanto as declarações do Secretário de Agricultura e sogro do prefeito da cidade, Jurandir de Souza, em uma emissora local, onde declarou que o presidente da Câmara não sabe administrar a própria casa, que teria comprado votos para se eleger, além de taxa-lo de “palhaço”, e “bandido revestido de poder”, o vereador disse que o secretário está nervoso.

“Está querendo o lugar do prefeito. Me acusar de compra de voto, que eu não sei administrar minha casa. E se não soubesse administrar, a Câmara estaria o lixo que era quando ele era presidente da Casa”, disse o presidente do Legislativo sobre o sogro de Allan Seixas (PP).

Medidas
Chico Brito disse que vai acionar a Justiça porque o suplente de vereador lhe desrespeitou na Câmara Municipal e disparou: “Qualquer vagabundo pega um celular e chama a pessoa de bandido. Eu não sou bandido não. Se eu tiver errado que me prenda, que casse meu mandato”.

Desgosto
Ele ainda disse que convidou a primeira-dama e secretária de Ação Social, Mabel Gonçalves para participar da mesa, porém o secretário e pai a impediu. “Convidei a primeira-dama para participar da mesa e o pai dela não deixou. Isso me doeu”, contou Chico Brito, completando que o sogro do prefeito, secretários e a esposa do prefeito estavam participando das vaias que ele recebeu.

Solidariedade
O vereador José de Sousa Batista (Jacildo – PMN) se solidarizou com o colega vereador e lamentou o episódio ocorrido.

O fato aconteceu na noite durante a “Tribuna Livre” em Cachoeira dos Índios

O outro lado
Em conversa com a redação do Diário do Sertão, Kayke disse que foi agredido pelo vereador e que prestou queixa na Delegacia Polícia Civil.

Kayke disse que está “abalado” com ocorrido, pois ninguém espera ser agredido e relatou que foi atingido na cabeça e nas costas.

“Não preciso falar muito porque o vídeo já diz tudo”, disse ele sobre o fato que foi registrado em vídeo através de celular, adiantando que espera solução por parte da Justiça.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Professora cajazeirense que milita em Sousa fala de desafios, manda recado e chora ao relembrar do filho

FOI ABANDONADA

VÍDEO: Mototaxista recupera moto que foi roubada em Cajazeiras e dá detalhes de como o crime aconteceu

AÇÃO NA JUSTIÇA

VÍDEO: Prefeita de Joca Claudino diz que está trabalhando para resolver situação de salários atrasados

DIA DOS PROFESSORES

VÍDEO: Professora de Patos relata prazeres e desafios da profissão: “Sou professora com muito orgulho´”