header top bar

section content

Prefeito de Monte Horebe contesta publicação de matéria sobre aumento de salário no município

Marcos Eron informou que seu governo está obedecendo na íntegra, até que seja julgado o mérito da questão.

Por Luzia de Sousa

04/04/2018 às 16h43

Marcos Eron, prefeito de Monte Horebe

O prefeito de Monte Horebe, Marcos Eron (MDB), encaminhou nota à imprensa, na manhã desta quarta-feira (4), explicando informações que considera inverídica publicada, por setores da mídia, sobre aumento de seu salário, além do permitido pela justiça.

A título de explicação o prefeito informa que o fato é que a Prefeitura de Monte Horebe tinha até o dia 31 de março de 2018 para encaminhar ao TCE o relatório da Prestação de Contas. Ocorreu que foi publicado uma lei no dia 28 de março de 2018 que já tinha sido publicada em 09 de janeiro de 2017, observando o equívoco foi publicado um Decreto anulando essa publicação indevida. Ainda segundo a nota do prefeito, o fato é que existe uma ação popular em vários municípios da Paraíba com objetivo de reduzir os subsídios dos gestores.

Na Comarca de Bonito de Santa Fé, o Juiz concedeu antecipação de tutela e reduziu os subsídios de prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores de Monte Horebe ficando com base a Lei de 2008. Marcos Eron informou que seu governo está obedecendo na íntegra, até que seja julgado o mérito da questão.

O prefeito ainda fez questão de publicar seu contra cheque como prova do cumprimento à lei. “Aqui está meu subsídio baseado na decisão do Magistrado que é com a Lei de 2008.” Disse o gestor horebense.

Veja!

DIÁRIO DO SERTÃO com assessoria

Recomendado para você pelo google

COMPARTILHOU NAS REDES SOCIAIS

VÍDEO: Bolsonaro compartilha vídeo de vereador paraibano para comemorar avanços na transposição

LAMENTÁVEL

Amigos, familiares e colegas de trabalho dão o último adeus ao gari que morreu em acidente em Sousa

VÍDEO

ASSISTA: Em Sousa, humorista chama o desconhecido por outro nome e causa confusão em Mercado Público

"SÓ PODE LULA?"

VÍDEO: Bolsonaristas defendem 2ª instância, mas não querem amigos presos pela Andaime, diz colunista