header top bar

section content

VÍDEO: Pastor avalia que o desafio de Bolsonaro é contornar vaidades e soberbas que ‘derrubaram’ o PT

Jonas Fernandes afirma que o Congresso continua com muita gente da “política antiga”

Por Jocivan Pinheiro

28/12/2018 às 13h11 • atualizado em 28/12/2018 às 13h15

Em entrevista ao programa Balanço Diário, o pastor Jonas Fernandes, do Ministério Internacional Belém, em Parnamirim/RN, que é filiado ao PSL, opinou a respeito das estratégias do presidente diplomado Jair Bolsonaro (PSL) para formar sua equipe de governo e estabelecer diálogos com bancadas e outros partidos.

O pastor elogia a postura e as decisões do presidente diplomado, mas diz que Bolsonaro terá que contornar as vaidades e soberbas dos seus aliados.

“Agora tem uma outra luta e essa luta parece que não acaba nunca. É a luta para que possamos vencer as vaidades, os personalismos, continuar com o projeto, não deixar a mesma soberba que derrubou o outro pessoal vir pra gente”.

VEJA TAMBÉMPastor repudia ‘chacotas’ à futura ministra que diz ter visto Jesus em goiabeira

Pastor Jonas observa que, apesar do PSL ter se tornado a segunda maior bancada da Câmara, o Congresso continua com muita gente da “política antiga” e que isso pode prejudicar Bolsonaro.

“Nem todo o Congresso foi renovado, então tem muita gente da política antiga. É tanto que – eu lamento dizer isso – o favorito para assumir o Senado é Renan Calheiros. O prejuízo não é só para Bolsonaro. A forma como ela [a “política antiga”] acontecia antes era prejuízo para todo mundo, até para o Brasil. Hoje, com o trabalho de Bolsonaro, trabalhando por mérito, não negociando, se estabeleceu um momento novo”.

DIÁRIO DO SERTÃO

SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras

"FICOU DESPREZADA"

VÍDEO: Mulher acusa HRC de negligência no caso da morte de sua irmã após parto; hospital responde

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa