header top bar

section content

VÍDEO: Carlos Antônio denuncia salário da secretária de educação e funcionários fantasmas em Cajazeiras

O ex-prefeito disse ao Diário do Sertão que o caso será levado ao Ministério Público para ser esclarecido judicialmente; Socorro Delfino reagiu

Por Redação Diário do Sertão

12/05/2020 às 19h54 • atualizado em 12/05/2020 às 19h55

O médico e ex-prefeito de Cajazeiras Carlos Antônio denunciou nesta terça-feira (12) que a atual secretária de educação do município, Socorro Delfino, estaria acumulando salários irregularmente na gestão do prefeito José Aldemir.

Ao Diário do Sertão, o ex-gestor disse que, além do caso da secretária, existem indícios de funcionários fantasmas na Prefeitura de Cajazeiras.

VEJA MAIS:

Cajazeiras: ex-prefeitos lamentam atraso da folha e pedem ação da gestão de Zé Aldemir contra a Covid-19

“Tem sido uma atitude recorrente dessa gestão que não tem compromisso com o funcionalismo público, que não tem compromisso com a transparência da gestão. Além desse caso da secretária de educação, nós temos casos de funcionários fantasmas que estão instalados na prefeitura de Cajazeiras, que moram em Campina Grande, os apaniguados do prefeito que recebem gordas gratificações”, disse.

O ex-prefeito garantiu levar a denúncia ao Ministério Público.

“Eu não tenho a menor dúvida. É importante que o Ministério Público, através daquilo que se torna público, solicite informações a gestão para que isso possa ser esclarecido. Nós não podemos fazer julgamento prévio, mas isso tem sido uma marca da gestão do atual prefeito”, afirmou.

O Diário do Sertão também conversou por telefone com a secretária Socorro Delfino. Ela disse que é professora concursada nas prefeituras de Cajazeiras e Cachoeira dos Índios e que está tranquila para responder as acusações na justiça.

“Eu vou deixar a justiça se pronunciar sobre isso. Porque como eu estou recebendo meus vencimentos de acordo com o meu suor trabalhado. Tenho meus dois vínculos, passei no concurso público, se a gente avaliar que na gestão passada, a colega professora que assumiu a secretaria de educação, por exemplo, ela tinha dois vínculos, um no estado e outro aqui na secretaria sem problema nenhum. Eu tenho um histórico, graças a Deus onde eu passei até agora foi só lisura, a Paraíba inteira conhece”, disse.

Socorro Delfino é secretária de educação de Cajazeiras

Delfino, que já exerceu cargo no governo do Estado, disse que recebe seus vencimentos de acordo com o seu trabalho.

“Professor até onde eu sei pode acumular. Todos os secretários que passaram até hoje tinham dois vínculos, por que que eu vou ser penalizada agora? Estou super tranquila, não está nem me atingindo”, afirmou.

DIÁRIO DO SERTÃO

FILHA DENUNCIOU

VÍDEO: Médico se nega a atender idosa com câncer avançado no hospital de Ipaumirim-CE e gera revolta

PANDEMIA NA PARAÍBA

VÍDEO: Secretário de Saúde fala quais fatores serão levados em conta para flexibilizar isolamento na PB

NA UTI E NAS ENFERMARIAS

VÍDEO: 11 pessoas se curaram da Covid-19 no Hospital Regional de Cajazeiras nos últimos cinco dias

ÍDOLO DA TORCIDA ALVIAZULINA

VÍDEO: Goleiro que fez história com a camisa do Atlético de Cajazeiras nos anos 90, morre no Pernambuco

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!