header top bar

section content

No Sertão da Paraíba, vereador usa tribuna e diz que Câmara só faz a vontade da prefeita

O PLC foi rejeitado por seis votos a três, quando a maioria dos parlamentares entendeu tratar-se de uma ação que requer maior debate pela Casa.

Por

07/11/2014 às 16h39

Vereador usa tribuna para denunciar

O vereador da cidade de Patos, Fernando Jucá(PT), reagiu ao ter projeto reprovado, nesta quinta-feira (6), e disse que a Câmara não tem vontade própria segue apenas o pensamento da prefeita Francisca Mota (PMDB).

O Projeto de Lei Complementar do parlamentar propunha modificar a Lei 2.509, de 10 de dezembro de 1997, que instituindo o IPTU Proporcional (Imposto Predial Territorial Urbano) na cidade de Patos.

O PLC foi rejeitado por seis votos a três, quando a maioria dos parlamentares entendeu tratar-se de uma ação que requer maior debate pela Casa e pela sociedade.

Alguns parlamentares chegaram a admitir que a ordem para derrotar a matéria partiu da própria prefeita.

O projeto daria desconto de 20% a cada um dos cinco itens que compõem o IPTU, como calçamento, abastecimento de água, saneamento básico, iluminação pública, escola e posto de saúde a 03 km de distância do imóvel. Para cada item que estivesse em falta 20% de desconto. Dois itens, 40% e por aí por diante.

DIÁRIO DO SERTÃO com Assessoria

Tags:

Recomendado para você pelo google

"SÓ PODE LULA?"

VÍDEO: Bolsonaristas defendem 2ª instância, mas não querem amigos presos pela Andaime, diz colunista

PERIGO

VÍDEO: Preocupado com incêndios em Cajazeiras, chefe dos Bombeiros alerta sobre limpar terreno com fogo

PARA ATRAIR TURISTAS

VÍDEO: Bom Jesus realiza 1º Encontro de Motocross com sucesso, e prefeito promete investir no evento

EDUCAÇÃO EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Alunos dão show de aprendizado na Mostra de Conhecimento do Colégio Nossa Senhora do Carmo