header top bar

section content

Padre acusado de pedofilia se mata na prisão, diz polícia

Homem havia sido preso na última sexta-feira (5), pela segunda vez; seu crime inspirou o filme Spotlight, sobre acobertamento de abusos na Igreja

Por Luzia de Sousa

08/08/2016 às 07h58

O padre Bonifácio Buzzi, de 57 anos, se suicidou no presídio de Três Corações (MG), informou neste domingo (7) a Polícia Civil. O homem havia sido preso na última sexta-feira (5), em Barra Velha (SC).

Segundo informações do G1, ele já havia sido condenado a 20 anos de prisão por abusar sexualmente de um menino de 10 anos em Mariana (MG), tendo cumprido pena entre 2007 e 2015.

Desta vez, o mandado de prisão foi cumprido pelo abuso de um menino da cidade mineira de Três Corações. Após saber que havia sido denunciado, o pároco fugiu para Santa Catarina.

Buzzi ficou conhecido por ser citado no filme “Spotlight”, ganhador do Oscar deste ano e que conta a história verídica de um caso de pedofilia divulgado pelo jornal norte-americano “The Boston Globe”.

Notícia ao Minuto

YOUTUBER DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Léo Abreu revela em quais profissões podemos encontrar psicopatas

ESPERANÇA NA POLÍTICA!

VÍDEO: Pastor evangélico fala sobre Bolsonaro: “Ele incorporou o que a sociedade acredita: a família”

ASSISTA!

Arquitetura, urbanismo e direitos humanos marcaram último episódio da temporada do Coisas de Cajazeiras

VÍDEO

Comemorando o dia dos Direitos Humanos, professor fala sobre os avanços da data no Diversidade em Foco