header top bar

section content

Jovem locutora recebe alta após hospital de Cajazeiras descartar Guillain Barré. Veja!

A jovem deu entrada no HRC nessa sexta-feira (22) e apresentava sintomas da síndrome

Por Luzia de Sousa

27/04/2016 às 06h59 • atualizado em 27/04/2016 às 11h19

Ela estava internada no hospital de Cajazeiras

O Hospital Regional de Cajazeiras descartou nesta quarta-feira (27), a contaminação por síndrome de Guillain Barré da locutora da cidade de Conceição, Sertão do estado, Cleidiana Rodrigues Furtado, 28 anos.

A jovem deu entrada no HRC nessa sexta-feira (22) e apresentava sintomas da síndrome, pois haia sido infectada pelo Zika Vírus, mas após o resultado dos exames, o médico descartou a contaminação.

Ela foi diagnosticada com a febre Chikungunya, transmitida pelo Aedes Aegypti e já recebeu alta médica.

Veja também:

?Locutora chega ao hospital de Cajazeiras com suspeita de Guillain Barré, após infecção do Zika Vírus. Confira!

?Mais um caso da doença que matou cajazeirense é registrado na PB; Ela teve primeiro a Zika Vírus. Vídeo

?Cajazeiras registra somente este ano quatro casos da Guillain Barré; Uma pessoa morreu

Veja a nota
A direção do Hospital Regional de Cajazeiras, através de sua assessoria de comunicação vem explicar o que se segue:

Durante o último final de semana (sexta-feira 22), a imprensa regional veiculou informações dando conta de quê, uma paciente, residente na cidade de Cajazeiras, por nome de Cleidiana Rodrigues Furtado, teria dado entrada no setor de urgência e emergência do Hospital Regional de Cajazeiras, oriunda da Unidade de Pronto Atendimento, com suspeitas de estar acometida pela síndrome de Guillain Barre.

Seguindo os protocolos que o caso exige,  a paciente foi avaliada pela equipe médica e realizado alguns exames para diagnóstico da paciente. Nesse espaço de tempo, a mesma respondeu bem aos medicamentos administrados e foi reavaliada pelo médico infectologista, Dr. Rodolfo Dantas, de acordo com o resultado dos exames, foi diagnosticado que a mesma não havia sofrido nenhuma alteração em seu organismo, chegando a conclusão de que as dores e a leve dormência em que a paciente relatou em seu atendimento, era reflexo de alguns dias atrás, quando a paciente teria sido acometido por Chikungunya, doença transmitida pelo Aedes Aegypti.

Sendo assim, foi descartada totalmente a possibilidade da paciente ter sido acometida pela síndrome de Guillain Barre.

A paciente recebeu alta médica e segue em tratamento conservador em sua residência.

Hospital Regional de Cajazeiras
Daniel Oliveira de Almeida
Assessoria de Comunicação

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio

CLIMA IDEAL

VÍDEO: Prefeito revela interesse de empresas em instalar parque de energia solar em Monte Horebe

INTERVENÇÃO

VÍDEO: Diretor da SCTrans fala sobre planos para dar segurança aos pedestres em frente à São João Bosco

"QUER ENRICAR AINDA MAIS"

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que famoso bispo está vendendo imagens de deusa egípcia na igreja