header top bar

section content

Jovem locutora recebe alta após hospital de Cajazeiras descartar Guillain Barré. Veja!

A jovem deu entrada no HRC nessa sexta-feira (22) e apresentava sintomas da síndrome

Por Luzia de Sousa

27/04/2016 às 06h59 • atualizado em 27/04/2016 às 11h19

Ela estava internada no hospital de Cajazeiras

O Hospital Regional de Cajazeiras descartou nesta quarta-feira (27), a contaminação por síndrome de Guillain Barré da locutora da cidade de Conceição, Sertão do estado, Cleidiana Rodrigues Furtado, 28 anos.

A jovem deu entrada no HRC nessa sexta-feira (22) e apresentava sintomas da síndrome, pois haia sido infectada pelo Zika Vírus, mas após o resultado dos exames, o médico descartou a contaminação.

Ela foi diagnosticada com a febre Chikungunya, transmitida pelo Aedes Aegypti e já recebeu alta médica.

Veja também:

?Locutora chega ao hospital de Cajazeiras com suspeita de Guillain Barré, após infecção do Zika Vírus. Confira!

?Mais um caso da doença que matou cajazeirense é registrado na PB; Ela teve primeiro a Zika Vírus. Vídeo

?Cajazeiras registra somente este ano quatro casos da Guillain Barré; Uma pessoa morreu

Veja a nota
A direção do Hospital Regional de Cajazeiras, através de sua assessoria de comunicação vem explicar o que se segue:

Durante o último final de semana (sexta-feira 22), a imprensa regional veiculou informações dando conta de quê, uma paciente, residente na cidade de Cajazeiras, por nome de Cleidiana Rodrigues Furtado, teria dado entrada no setor de urgência e emergência do Hospital Regional de Cajazeiras, oriunda da Unidade de Pronto Atendimento, com suspeitas de estar acometida pela síndrome de Guillain Barre.

Seguindo os protocolos que o caso exige,  a paciente foi avaliada pela equipe médica e realizado alguns exames para diagnóstico da paciente. Nesse espaço de tempo, a mesma respondeu bem aos medicamentos administrados e foi reavaliada pelo médico infectologista, Dr. Rodolfo Dantas, de acordo com o resultado dos exames, foi diagnosticado que a mesma não havia sofrido nenhuma alteração em seu organismo, chegando a conclusão de que as dores e a leve dormência em que a paciente relatou em seu atendimento, era reflexo de alguns dias atrás, quando a paciente teria sido acometido por Chikungunya, doença transmitida pelo Aedes Aegypti.

Sendo assim, foi descartada totalmente a possibilidade da paciente ter sido acometida pela síndrome de Guillain Barre.

A paciente recebeu alta médica e segue em tratamento conservador em sua residência.

Hospital Regional de Cajazeiras
Daniel Oliveira de Almeida
Assessoria de Comunicação

DIÁRIO DO SERTÃO

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”

"MERECIA MAIS"

VÍDEO: Comentarista critica falta de prestígio de Sousa com o Governo do Estado nas nomeações de cargos