header top bar

section content

Morte de menino de 14 anos comove população da região de Cajazeiras

O ato, até o momento por razões desconhecidas, aconteceu pouco tempo depois que ele retornou da escola onde estudava.

Por Luzia de Sousa

15/03/2017 às 07h44

Foto: Radar Sertanejo

A morte prematura de um garoto de 14 anos ocorrida nessa segunda-feira (13), em João Pessoa, repercutiu nas redes sociais e comoveu a população das cidades de Bonito de Santa Fé e Monte Horebe no Sertão da Paraíba, onde o menino tem a maior parte da família morando.

+ Polícia prende cinco pessoas da mesma família em cidade da região de Cajazeiras suspeitos de crime no Pernambuco

Segundo informações, Adson Dias tirou a própria vida por meio de enforcamento. O caso aconteceu na casa dos pais, na capital. O ato, até o momento por razões desconhecidas, aconteceu pouco tempo depois que ele retornou da escola onde estudava.

Os pais dele, conhecidos como Preto de Agamenon e Sinara, são da cidade de Bonito de Santa Fé, mas atualmente estão morando na capital. O garoto era da tradicional família Dias, que já teve prefeitos, prefeita e vereadores em Monte Horebe.

Durante o velório e sepultamento nesta terça-feira (14), houve muito choro e comoção. Ninguém conseguia segurar as lágrimas. “Era um garoto lindo e cheio de vida” – comentavam as pessoas. O sepultamento ocorreu no cemitério Parque das Acácias, em João Pessoa.

Nas redes sociais era impossível contar as homenagens ao jovem estudante. Parentes, amigos e internautas procuravam a todo instante confortar os pais e familiares com mensagens. A triste notícia chocou a população das duas cidades. O Radar Sertanejo se solidariza com a família.

Radar Sertanejo

DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”