header top bar

section content

VÍDEO: sertaneja que está em quarentena na Itália desabafa: “Estou presa sem cometer nenhum crime”

Kelly que é natural de Pombal, falou com exclusividade sobre a pandemia do COVID-19 que já matou milhares de pessoas na Itália.

Por Campelo Sousa

17/03/2020 às 13h53 • atualizado em 19/03/2020 às 13h53

A paraibana Kelly Lima, tem 36 anos, é natural da cidade de Pombal, mas mora há vários anos em Roma, na Itália e precisou mudar sua rotina diária após a chegada do Coronavírus no País. Em entrevista exclusiva ao Diário do Sertão, ela falou do clima de tensão que os moradores estão vivendo por conta da pandemia do COVID-19 que já matou mais de 2 mil pessoas na Itália.

Ao Diário do Sertão, Kelly está em quarentena há mais de uma semana:

“Estou muito angustiada, quando esse vírus chegou na Itália em fevereiro de 2020 foi com 20 casos, mas uma semana depois passou para 1100 casos aproximadamente”, disse ela.

VEJA TAMBÉM
Três faculdades de Cajazeiras suspendem suas aulas como medida preventiva por causa do coronavírus

Kelly Lima é natural de Pombal, mas mora em Roma, na Itália (foto: DS)

De casa para casa
Kelly trabalha em um restaurante como barista, que é uma pessoa especializada em preparar café de alta qualidade, só que ela não tem previsão de voltar a trabalhar por conta dos riscos de contaminação da doença, e por esse motivo, vai passar grande parte dos seus dias em casa.

“Estou no foco de tudo isso, minha vida era normal há uma semana, saia de casa para trabalhar todos os dias, mas agora não posso sair, não tenho o livre arbítrio de ir e voltar, estou presa sem cometer nenhum crime, por conta de um vírus que achávamos que era apenas uma gripe, estou em um momento de desespero”, desabafou.

Autorização para sair
Kelly revelou ainda que para sair de casa e ir ao supermercado é preciso uma autorização através de uma ficha impressa na internet, essa é a única forma que as pessoas conseguem sair da quarentena por algumas horas.

Recado aos brasileiros
Kelly disse ainda que é preciso que os paraibanos e todos os brasileiros procurem meios de prevenção para evitar o aumento do número de casos da doença:

“Lavem bem as mãos, usem álcool em gel a 70%, evitem cumprimentar as pessoas beijando ou pegando na mão, é preocupante, não é brincadeira”, finalizou Kelly.

Pandemia do Coronavírus assusta população (foto: reprodução)

Casos suspeitos na Paraíba
A Paraíba notificou mais 16 casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) no estado, conforme informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES divulgadas nesta terça-feira (17). Com isso, até o momento, são 64 notificações na Paraíba, sendo que mais um caso foi descartado.

Nenhum caso confirmado
48 casos suspeitos
16 casos descartados

Primeira morte no Brasil

O estado de São Paulo registrou o primeiro caso de morte de uma vítima por coronavírus. A informação foi divulgada pelo governo estadual na manhã desta terça-feira (17). Não há informações se a vítima mora na capital paulista e qual o sexo. Ainda não há detalhes se a vítima viajou ao exterior ou se teve contato com alguém contaminado no Brasil. Esse também foi o primeiro óbito registrado no Brasil.

Número de casos

Em todo o Brasil são 234 casos confirmados, de acordo com o boletim do Ministério da Saúde desta segunda-feira.

DIÁRIO DO SERTÃO

EFEITOS DO CORONAVÍRUS

VÍDEO: Coach dá dicas de produtividade na epidemia e alerta para a situação das pessoas de baixa renda

NO CEARÁ

VÍDEO: Lavras da Mangabeira monitora 17 casos suspeitos de Covid-19; advogado fala das ações da saúde

AJUDA

VÍDEO: Empresa do Vale do Piancó cria protetor facial para profissionais que combatem o coronavírus

LÍDER GERAL

VÍDEO: Marina Duarte esclarece se o Atlético será campeão paraibano antecipado por causa da epidemia

Recomendado pelo Google:
Conteúdo Protegido!