header top bar

section content

VÍDEO: advogado patoense critica postura de órgãos fiscalizadores: “Condenação prematura”

Recentemente, o padre Robson foi alvo de uma investigação, mas teve o caso arquivado

Por Redação Diário

08/10/2020 às 12h32 • atualizado em 08/10/2020 às 21h00

Recentemente, o Tribunal de Justiça de Goiás arquivou a denúncia contra o padre Robson Oliveira, acusado de ter cometido lavagem de dinheiro por meio de uma associação religiosa. Antes da resolução de inocência, no entanto, o líder foi alvo de denúncias e investigações, o que para o advogado Corsino Neto, da cidade de Patos, no Sertão da Paraíba, têm se tornado ‘condenações prematuras’ antes mesmo de uma decisão judicial.

O advogado participou do programa ‘Olho Vivo’, da TV Diário do Sertão, e criticou a postura adotada pelos órgãos fiscalizadores, como Ministério Público. “Eles acusam de forma pública para ganhar a opinião pública e a partir daí melhorar sua atuação processual”, considerou.

De acordo com Corsino, documentos que supostamente provariam o envolvimento do padre em atos corruptos eram rasos e não tinham elementos mínimos para a incriminação.  “Na verdade, não houve inocência contra o padre, porque não chegou a haver processo”, explicou.

PORTAL DIÁRIO

ELEIÇÕES 2020

VÍDEO: Leonardo Gadelha diz que saúde de Sousa está na UTI, e Tyrone chama o adversário de ‘alienígena’

PROPOSTAS PARA SOUSA

VÍDEO: Em debate, candidato propõe modernização do DAESA, e adversário diz que o órgão é um ‘engodo’

DEBATES 2020

VÍDEO: Fábio Tyrone e Valdeci Filho divergem sobre investimentos em moradia popular na cidade de Sousa

"INGRATIDÃO"

VÍDEO: Denise responde a Zé Aldemir após ter família adjetivada de ‘casal anfitrião da Polícia Federal’

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!