header top bar

section content

Empresário de Sousa dá dicas e manda André Gadelha cortar 600 parentes da prefeitura para abrir a UPA

Ele informou que a Secretaria de Saúde recebe uma média de R$ 3 milhões todo mês, recursos segundo o empresário, suficientes para a UPA funcionar.

Por Diário do Sertão

19/02/2016 às 15h18 • atualizado em 19/02/2016 às 15h20

O empresário e pré-candidato a prefeito da cidade de Sousa, Zenildo Oliveira (PSD), em entrevista a TV Diário do Sertão esta semana disse que André Gadelha (PMDB) está colocando empecilho para abrir a Unidade de Pronto Atendimento, que atenderia aos mais carentes do município.

O pré-cadidato declarou que é ineficiência de André Gadelha, que não teve a capacidade nesses mais de três anos de mandato concluir e colocar para funcionar o equipamento de saúde essencial ao povo.

Zenildo foi enfático ao afirmar que o prefeito não fez do dever de casa. “Você falhou André. Você fez com que as pessoas que mais precisam da UPA não tenham acesso a ela”.

Ele informou que a Secretaria de Saúde de Sousa recebe uma média de R$ 3 milhões todo mês, recursos segundo o empresário, suficientes para fazer a UPA funcionar e deu uma dica: “Porque você não corta as diárias, os mais de 600 parentes, seu salário?”.

O empresário elegeu como prioridade na cidade, a questão da saúde e assegurou que a saúde tem que sair da UTI que está atualmente.

DIÁRIO DO SERTÃO

AVANÇO NA EDUCAÇÃO

VÍDEO: Prefeita Denise Bayma entrega nova fachada e duas novas salas na Escola Maria do Carmo Gonçalves

PAIS DE CORAÇÃO

VÍDEO: Advogado comenta sobre paternidade socioafetiva e reconhecimento nos cartórios

DEBANDADA

VÍDEO: Deputado Taciano Diniz explica por que deixou a base do governador para apoiar Veneziano

CANDIDATOS OU NÃO?

VÍDEO: Radialista desabafa contra políticos paraibanos que insistem em tentar recursos na Justiça

Recomendado pelo Google: