header top bar

section content

Empresário de Sousa dá dicas e manda André Gadelha cortar 600 parentes da prefeitura para abrir a UPA

Ele informou que a Secretaria de Saúde recebe uma média de R$ 3 milhões todo mês, recursos segundo o empresário, suficientes para a UPA funcionar.

Por Luzia de Sousa

19/02/2016 às 15h18 • atualizado em 19/02/2016 às 15h20

O empresário e pré-candidato a prefeito da cidade de Sousa, Zenildo Oliveira (PSD), em entrevista a TV Diário do Sertão esta semana disse que André Gadelha (PMDB) está colocando empecilho para abrir a Unidade de Pronto Atendimento, que atenderia aos mais carentes do município.

O pré-cadidato declarou que é ineficiência de André Gadelha, que não teve a capacidade nesses mais de três anos de mandato concluir e colocar para funcionar o equipamento de saúde essencial ao povo.

Zenildo foi enfático ao afirmar que o prefeito não fez do dever de casa. “Você falhou André. Você fez com que as pessoas que mais precisam da UPA não tenham acesso a ela”.

Ele informou que a Secretaria de Saúde de Sousa recebe uma média de R$ 3 milhões todo mês, recursos segundo o empresário, suficientes para fazer a UPA funcionar e deu uma dica: “Porque você não corta as diárias, os mais de 600 parentes, seu salário?”.

O empresário elegeu como prioridade na cidade, a questão da saúde e assegurou que a saúde tem que sair da UTI que está atualmente.

DIÁRIO DO SERTÃO

BALANÇO DIÁRIO

Dra Paula considera ‘fake’ denúncia de candidato à Prefeitura de Cajazeiras e desafia: “Mostre trabalho”

SAIBA COMO AJUDAR

VÍDEO: Mãe faz relato comovente sobre campanha para salvar a vida do bebê Heitor, que tem doença rara

DESTRUÍDA PARCIALMENTE

VÍDEO: Incêndio atinge a sede do Atlético de Cajazeiras e jogadores fogem por escada improvisada

AINDA NÃO PONTUOU

ASSISTA: Atlético de Cajazeiras perde para o Salgueiro-PE e amarga vice-lanterna do Grupo 3 da Série D

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!