header top bar

section content

Professor de CZ bate de frente com reitor e defende desmembramento do Instituto

A matéria já é Projeto de Lei de autoria do deputado federal Wilson Filho (PTB).

Por Diário do Sertão

25/02/2016 às 16h59 • atualizado em 26/02/2016 às 10h17

O professor do Instituto Federal da Paraíba, Campus de Cajazeiras, Daladier Júnior, em participação no programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão desta quinta-feira (25), voltou a falar sobre o desmembramento da unidade, que deverá ocorrer a partir do Campus de Patos até a Terra do Padre Rolim.

A matéria já é Projeto de Lei de autoria do deputado federal Wilson Filho (PTB). A proposta é criar o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão da Paraíba (IFSPB) e foi apresentada na Câmara Federal em 16 de fevereiro. Com a criação do IFSPB, a nova instituição terá orçamento próprio para gerir os Campi.

Sobre a posição do Reitor do IFPB, Cícero Nicácio, que afastou a possibilidade de desmembramento para se criar uma unidade independente no Sertão, o professor rebateu: “O senhor está muito enganado”.

De acordo com Daladier Júnior, o Sertão da Paraíba está credenciado para gerir uma universidade, pois tem cursos reconhecidos em todo Brasil e o número de alunos suficiente para o desmembramento, pois Cajazeiras tem em torno de 1.350 alunos, com cinco cursos superiores e seis técnicos, sendo quatro presenciais e quatro à distância. Em Sousa o IFPB conta com o número estimado de 1.100 alunos, em Patos, cerca de 750 alunos e em Princesa Isabel cerca de 400 alunos. Ainda estão em construção os Campi de Catolé, Pombal e Itaporanga.

DIÁRIO DO SERTÃO

AVANÇO NA EDUCAÇÃO

VÍDEO: Prefeita Denise Bayma entrega nova fachada e duas novas salas na Escola Maria do Carmo Gonçalves

PAIS DE CORAÇÃO

VÍDEO: Advogado comenta sobre paternidade socioafetiva e reconhecimento nos cartórios

DEBANDADA

VÍDEO: Deputado Taciano Diniz explica por que deixou a base do governador para apoiar Veneziano

CANDIDATOS OU NÃO?

VÍDEO: Radialista desabafa contra políticos paraibanos que insistem em tentar recursos na Justiça

Recomendado pelo Google: