header top bar

section content

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentam a morte de Fisioterapeuta que trabalhou em Cajazeiras

Nas redes sociais da jovem, amigos e familiares prestara as últimas homenagens e mandaram mensagens, lamentando a morte prematura da fisioterapeuta

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

17/08/2018 às 11h07

Élis Cristiane Fernandes, de 30 anos, morreu em grave acidente (foto: arquivo pessoal)

Amigos e familiares lamentaram a morte prematura da jovem fisioterapeuta Élis Cristiane Fernandes, de 30 anos.

Élis era natural da cidade de Caraúbas no Rio Grande do Norte, mas trabalhava em Cajazeiras, Sertão da Paraíba, há algum tempo, onde fez vários amigos e colegas de trabalho.

Em suas redes sociais, várias mensagens foram postadas em homenagem a jovem.

A jovem morreu em um grave acidente de carro na BR 405 entre os municípios de Pau dos Ferros e São Francisco do Oeste Potiguar, no Rio Grande do Norte na noite de quinta-feira (16). Élis dirigia o veículo quando acabou perdendo o controle do volante  que saiu da pista e capotou.

Élis Cristiane Fernandes, de 30 anos, morreu em grave acidente (foto: arquivo pessoal)

+ Fisioterapeuta que trabalhava em Cajazeiras morre em acidente e cantora fica gravemente ferida

Ela viajava seguia para Mossoró juntamente com a amiga, a cantora Roberta Coelli, de 28 anos, mais conhecida como “Robertinha Maia”. Robertinha recebeu o socorro pelo SAMU para Pau dos Ferros e foi transferida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, e o seu quadro de saúde inspira cuidados.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

ESPECIAL DE PÁSCOA

VÍDEO: TVDS exibe programa ‘Mensagem de Fé com Frei João Batista’ em especial de Semana Santa

FÉ E DEVOÇÃO

Sexta-feira Santa em Cajazeiras é marcada por várias celebrações religiosas e grande número de fiéis

SAÚDE

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre a obesidade e médica endocrinologista tira dúvidas sobre a doença; Veja!

SEMANA SANTA PARA OS EVANGÉLICOS

VÍDEO: Pastor fala sobre significado da Páscoa para os protestantes: “É o sacrifício e a libertação”