header top bar

section content

Lixão da cidade de Patos volta a ser atingido por incêndio; “fogo pode ser visto à distância”

Em nota, a prefeitura informou que está concentrando esforços na busca da contenção das chamas que afetou o lixão da cidade.

Por Luzia de Sousa

22/11/2019 às 05h45

Lixão de Patos é atingido por incêndio pela segunda vez em menos de dois meses, na PB — Foto: DER-PB/Divulgação

Mais um incêndio é registrado no lixão de Patos, no Sertão da Paraíba. O fogo começou na manhã desta quinta-feira (21),  de acordo com o comandante do 4º Batalhão do Corpo de Bombeiros, major Danilo Galvão, as chamas começaram no local por volta das 11h e, até então, permanece descontrolado. Este é o segundo incêndio registrado no local em menos de dois meses. O primeiro aconteceu no final de setembro.

VEJA TAMBÉM: Advogado diz vai lutar para libertar ex-prefeito da Região de Cajazeiras preso pela Polícia Federal

Segundo o major, o incêndio ainda não é considerado de grandes proporções. Mas o fogo pode ser visto à distância, incomoda a população da cidade e ainda não foi controlado.

Ele disse também que a água não é suficiente para que o incêndio seja totalmente extinto. Por isso, é necessário o uso de máquinas de combate que deveriam ser fornecidas pela prefeitura.

Em nota, a prefeitura de Patos informou que está concentrando esforços na busca da contenção das chamas que afetou o lixão da cidade. Disse ainda que providenciaram as máquinas para auxiliar no controle das chamas.

Segundo o major, pelo menos dez incêndios já foram registrados no local em 2019. Ele informou que as perícias feitas no lixão após os incêndios que acontecerem ao longo de 2019 não são totalmente conclusivas, mas apontam que todos foram provocados pela ação humana.

Ainda de acordo com ele, o horário em que o fogo começou favorece a proliferação das chamas. Uma equipe do Corpo do Bombeiros deve permanecer no local durante a madrugada para tentar controlar o incêndio.

DIÁRIO DO SERTÃO

DESABAFO

VÍDEO: Bispo critica auxílios para políticos e faz alerta sobre eleições: “Já sabemos quem não presta”

"NÃO VÃO NOS CALAR"

VÍDEO: Em ato público, coletivo de mulheres cobra justiça no caso Pâmella Bessa em Poço de José de Moura

SETEMBRO AMARELO

VÍDEO: Sociólogo diz que 9 em cada 10 suicídios podem ser evitados com ajuda profissional ou conversa

QUEBROU O SILÊNCIO

VÍDEO: Conselheiro lança chapa e fala pela primeira vez sobre rompimento com presidenta do COREN-PB

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!