header top bar

section content

VÍDEO: Servidores municipais de Cajazeiras têm descontos duplicados de empréstimo em contracheques

Mais de 100 funcionários públicos foram prejudicadas com o desconto duplo no mês de dezembro de 2020.

Por Juliana Santos

19/03/2021 às 19h12 • atualizado em 19/03/2021 às 19h16

Mais de 100 servidores da Prefeitura de Cajazeiras, no Sertão paraibano, tiveram parcelas descontadas, indevidamente em seus contracheques do pagamento de um empréstimo consignado. Alguns funcionários relatam tiveram duas mensalidades lançadas em um só mês.

A servidora pública, Damares Albuquerque, foi uma das pessoas prejudicadas com o desconto duplo no mês de dezembro de 2020. De acordo com ela há três meses ela vem tentando resolver a situação. Ela informou a reportagem da TV Diário do Sertão, que esteve na Caixa Econômica Federal para contar o ocorrido, que passou o problema para a prefeitura de Cajazeiras.

VEJA TAMBÉM

Freira que morreu há 29 anos manda mensagem: “Cajazeiras está com energia um pouco pesada”

Devido a pandemia o atendimento presencial na prefeitura está suspenso, então Damares tentou ligar para o setor de recursos humanos e outros setores da administração, e foi informada pelo procurador do município, Sérgio Cunha, que o problema teria ocorrido no sistema da empresa que tem convênio com a prefeitura. “Foram descontados duas parcelas do empréstimo consignado que tenho, o procurador explicou, mas não conseguiu resolver”, disse.

A servidora pública, Damares Albuquerque procurou a TV Diário do Sertão. (Foto: Reprodução)

A servidora também disse que falou com a presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Cajazeiras (SINFUMC), Elinete Lourenço, que também está ciente do problema, mas que não ficou sabendo de nenhuma providência tomada. “Queria muito contar com a ajuda do sindicato, não quero muita coisa, apenas meu dinheiro de volta”, completou.

O procurador Sérgio Cunha, esclareceu que o errou foi do sistema da empresa Consig Defato que tem convênio com a prefeitura em ceder os dados dos servidores para que possam fazer o empréstimo e as parcelas serem descontadas nos contracheques. “Houve o problema da duplicação dos descontos para uns servidores e outros não foram descontados. Já foi firmado o compromisso que a empresa iria atualizar o sistema e o servidor lesado deve comparecer a Caixa para dar entrada no pedido de ressarcimento do valor, que deve ser estornado em até 5 dias”, detalhou o Sérgio.

De acordo com a presidente do Sindicado, Elinete Lourenço, uma lista com os nomes das pessoas que foram lesadas e o total dos valores descontados em duplicidade foi encaminhada a Caixa Economia. “Falamos com a empresa Consig Defato, fizemos uma live e ficou determinado que fizéssemos essa lista para Caixa tentar resolver. Caso não seja resolvido será preciso entrar com ação conjunta para resolver de forma judicial, mas para isso precisamos que todos levem os dados para conhecimento do sindicato”, completou.

DIÁRIO DO SERTÃO

'DEUS TÁ NA FRENTE'

VÍDEO: Dra. Paula pede orações após Zé Aldemir ser transferido para hospital Sírio Libanês em São Paulo

BAIXOU O NÍVEL

VÍDEO: Durante sessão da Câmara, vereador manda colega ‘enfiar a língua naquele canto’, em cidade da PB

PRESENTE MELHOR NÃO HÁ

VÍDEO EMOCIONANTE: Jovem da região de Cajazeiras que estava intubada em hospital de João Pessoa, acorda um dia antes do aniversário

DISCORDÂNCIA

VÍDEO: Vereador de Ipaumirim relata mudanças em PL que trata sobre alienação de prédios públicos

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!