header top bar

section content

Homem confessa que matou o vizinho por causa de som alto e diz: “Foi o demônio que atentou”

“Ele era uma pessoa boa, mas eu pedi para ele baixar o som e ele não baixou, infelizmente o diabo atentou", disse o acusado

Por

03/07/2014 às 09h02


                                                             Acusado foi pelo GTE na cidade de Sousa (Foto: Charley Garrido) 

Uma operação realizada pelo Grupo Tático Especial (GTE) da Polícia Civil, coordenada pelo delegado Sylvio Rabello, na tarde da última quarta-feira (02) resultou na prisão do servente de pedreiro Sebastião Rufino da Silva, acusado de assassinar o vizinho a facadas no dia 03 de junho no bairro do Angelim em Sousa. 

De acordo com informações da Polícia Civil, ocorreu uma briga por causa do som alto na casa da vítima, em seguida o acusado pegou uma faca e desferiu alguns golpes contra o marceneiro Pedro Roberto Fernandes Lucena, de 50 anos, que morreu ao chegar no Hospital regional de Sousa.

Na delegacia
Há alguns dias o acusado se apresentou em companhia de seu advogado, Dr. José Formiga, onde foi ouvido pelo delegado Dr. Cláudio Bezerra, mas como não havia mais flagrante, ele prestou depoimento e em seguida liberado.

Foi expedido um mandado de prisão pela Justiça da comarca de Sousa e o GTE saiu em diligências conseguindo prender o homicida no bairro Jardim Sorrilândia. O acusado tentou fugir, mas foi capturado pelos agentes da Polícia Civil.

Sebastião Rufino da Silva foi encaminhado até a delegacia de Polícia Civil e em seguida foi levado até a Colônia Penal Agrícola do Sertão em Sousa.

“Ele era uma pessoa boa, mas eu pedi para ele baixar o som e ele não baixou, infelizmente o diabo atentou, eu perdi o controle e matei ele”, confessou o acusado.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

É GRAVE

VÍDEO! Moradores reclamam da falta de exames no laboratório municipal em Patos: “Não tem nem de sangue”

'QUEDA DE BRAÇO'

VÍDEO: Vice-presidente da OAB Nacional afirma que disputa entre advogados e juízes não gera ‘fissuras’

OUTUBRO ROSA

VÍDEO: Cajazeirense relata sua luta contra o câncer de mama e deixa mensagem de otimismo para mulheres

CRÍTICAS A BOLSONARO

VÍDEO: Professora cita problemas na UFCG e alerta para ‘desmonte criminoso das universidades públicas’