header top bar

section content

Laudo dos bombeiros não aponta causa do incêndio que matou mãe e filho, mas revela que janela foi arrombada

O delegado afirmou que irá investigar todos os laudos periciais do Corpo de Bombeiros e do Instituto de Polícia Científica (IPC)

Por

23/05/2014 às 08h03

Incêndio matou mãe e filho em Aparecida

Foi divulgado essa semana o laudo do Corpo de Bombeiros sobre as causas do incêndio que vitimou a doméstica Cleciana Gonçalves da Silva, de 25 anos que morreu abraçada ao filho Mateus Figueiredo do Nascimento, de dois anos, após um incêndio em uma residência na cidade de Aparecida no dia 05 de fevereiro de 2014.

De acordo com o laudo pericial, não há vestígios suficientes para apontar as causas do incêndio, porém foi constatado que houve arrombamento na janela que fica ao lado esquerdo da residência, e que o fogo começou dentro do quarto onde mãe e filho morreram carbonizados, mais entre a cama e o guarda-roupas.

O delegado da 19ª Área Integrada de Segurança Pública, Sylvio Rabello, afirmou que irá investigar todos os laudos periciais do Corpo de Bombeiros, do Instituto de Polícia Científica (IPC), para concluir se o incêndio foi criminoso ou acidental. 


 
                                                               Laudo aponta que janela foi arrombada (Foto: Diário do Sertão)

“A perícia feita pelo Corpo de Bombeiros aponta que há sinais de arrombamento em uma janela, então algo pode ter ocorrido antes do início do fogo, é um ponto que será investigado pela Polícia Civil para concluir o inquérito. Vamos colher outros depoimentos de vizinhos para apurar esse caso”, disse o delegado.

Veja vídeo!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras

"FICOU DESPREZADA"

VÍDEO: Mulher acusa HRC de negligência no caso da morte de sua irmã após parto; hospital responde

ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa