header top bar

section content

Comoção e pedido de Justiça marcam velório de cajazeirense que foi morta pelo namorado

O sepultamento acontecerá em seguida no Cemitério Municipal Nossa Senhora de Aparecida em Cajazeiras.

Por

06/05/2014 às 09h20

Corpo de Érika Vanessa está sendo velado em Cajazeiras (Foto: Ângelo Lima)

O corpo da bacharel em Direito Érika Vanessa de Lima, de 31 anos, foi velado na tarde e noite desta segunda-feira (06), em uma central de velórios do bairro de Jaguaribe em João Pessoa, em seguida foi transferido até a cidade de Cajazeiras e chegou por volta das 5:30h desta terça-feira (06), onde está sendo velado no Memorial Esperança.

Amigos e familiares emocionados lamentavam a morte de Érica e pediam justiça para que o responsável pelo crime seja punido.

Familiares informaram que a missa de corpo presente será realizada às 16h, e o sepultamento acontecerá em seguida no Cemitério Municipal Nossa Senhora de Aparecida.

 

O crime
A bacharel em direiro morreu nesta segunda-feira (05), depois de passar 11 dias internada na UTI do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.

Érika foi atingida com um tiro no rosto, dentro do apartamento onde morava, no bairro do Bessa, na quinta-feira (24) e o principal suspeito do crime é o seu namorado, José Itamar Montenegro, de 35 anos que já se encontra preso.

Nas redes sociais, familiares e amigos deixam mensagens pedindo Justiça, para que o criminoso permaneça na cadeia.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
ESTÁ NA CAPITAL DESDE 2015

EXCLUSIVO: Após três anos, lendário padre de Cajazeiras revela o que motivou sua ida para João Pessoa

AMOR E FÉ

ESPECIAL DE FÉRIAS: Crianças e adolescentes de Cajazeiras e Sousa abrilhantam programa na TV Diário

AUXILIAR DO TROVÃO

VÍDEO: Agora no Atlético-PB, ex-jogador do Corinthians está confiante em vaga no Brasileirão da Série D

SAÚDE & BEM-ESTAR

VÍDEO: Médico alerta para consequências do uso excessivo de alguns medicamentos no aparelho digestivo