header top bar

section content

Brasileira é a segunda menor mãe do mundo

A paraense Maria do Socorro Gomes dos Santos, de 37 anos e apenas 79 centímetros de altura, deu a luz ao seu primeiro filho, Abner, tornando-se, possivelmente, a segunda menor mãe do mundo, de acordo com a equipe médica que realizou o parto. Maria do Socorro tem apenas oito centímetros a mais que a americana […]

Por

23/01/2010 às 11h10

/A paraense Maria do Socorro Gomes dos Santos, de 37 anos e apenas 79 centímetros de altura, deu a luz ao seu primeiro filho, Abner, tornando-se, possivelmente, a segunda menor mãe do mundo, de acordo com a equipe médica que realizou o parto.

Maria do Socorro tem apenas oito centímetros a mais que a americana Stacey Herald, 35 anos e 71 centímetros. "Já havia feito pré-natal de pessoas portadoras de nanismo, mas Maria do Socorro foi a menor.Acredito que ela possa ser a segunda menor mãe do mundo", diz o obstetra José Carlos Cavalcante, do Ambulatório de Alto Risco da Santa Casa de Belém.

realizado no último dia 18. Abner nasceu com 46 centímetros, só 33 a menos do que a mãe. Os dois passam bem.

José Carlos Cavalcante explica que há dois tipos de nanismo: o hipofisário, em que os portadores têm redução proporcional do corpo e membros, e a aconplasia, em que os membros são tortuosos, caso de Maria do Socorro. De acordo com o médico, trata-se de uma doença do sistema ósseo, de transmissão hereditária, por isso o bebê, aparentemente saudável, que nasceu após gestação de nove meses, terá acompanhamento especializado. "Foi fundamental o apoio da família, pois em certo momento Maria do Socorro, de apenas 21 quilos, devido ao peso de cinco quilos da barriga, já não conseguia ficar em pé", disse o médico.

A obstetra Mary Helly Valente da Costa, da equipe do Centro Obstétrico, explicou que em função da má formação da coluna, não foi possível fazer anestesia raquidiana ou peridural, sendo necessária anestesia geral. Com esse tipo de anestesia, o bebê pode nascer sem chorar, mas com o suporte da neonatologia na sala de parto o bebê teve toda a assistência necessária e nem precisou ficar na UTI Neonatal. Já a mãe ficou algumas horas na UTI apenas por observação.

Dessa forma, os dois puderam ficar juntos na enfermaria especial para gravidez de Alto Risco logo ainda no primeiro dia de vida do bebê. "Tivemos que fazer tudo rápido. O parto durou cerca de 40 minutos, mas foi um sucesso", afirmou a médica, satisfeita com o resultado do trabalho da equipe.

Maria do Socorro contou que queria ter um filho, mas não sabia se seria possível e ficou surpresa quando soube que estava grávida. Primeiro fez um teste de gravidez de farmácia, depois procurou atendimento e foi encaminhada para a Santa Casa. "Sou muito grata a toda a equipe do hospital que tornou realidade meu sonho de ser mãe", disse ela.

Yahoo

Tags:
RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”

"MERECIA MAIS"

VÍDEO: Comentarista critica falta de prestígio de Sousa com o Governo do Estado nas nomeações de cargos

ANTIGO E NOVO

VÍDEO: Secretário e prefeito exibem projeto do novo Museu de Cajazeiras feito por arquiteta cajazeirense

COBRANÇAS INDEVIDAS

VÍDEO: Problemas com empréstimo consignado? Advogado dá orientações para que você não seja negativado