header top bar

section content

Cícero reage às provocações: "acabou o jejum"

O racha entre cassistas e ciceristas dentro do PSDB, evidente nos bastidores, acentuou-se neste começo de semana e ganhou maior visibilidade pública ontem à noite, quando o deputado Ruy Carneiro transmitiu ao ex-governador Cássio Cunha Lima e a outros membros do partido um duro recado do senador Cícero Lucena. O atual presidente estadual do PSDB […]

Por

22/09/2009 às 11h06

O racha entre cassistas e ciceristas dentro do PSDB, evidente nos bastidores, acentuou-se neste começo de semana e ganhou maior visibilidade pública ontem à noite, quando o deputado Ruy Carneiro transmitiu ao ex-governador Cássio Cunha Lima e a outros membros do partido um duro recado do senador Cícero Lucena.

O atual presidente estadual do PSDB teria decidido não mais abrir mão da presidência do partido, reagir a qualquer provocação e deixar claro que "acabou o jejum". Significa que não mais suportará calado as articulações que visam retirá-lo da disputa para o Governo do Estado em 2010 em favor da candidatura do prefeito Ricardo Coutinho (PSB), da Capital.

A informação sobre a reação de Cícero foi publicada nessa segunda-feira (21) pelo portal Paraiba.com, de João Pessoa, relatando detalhes de encontro de Cássio com deputados que seguem a sua orientação, no apartamento do ex-deputado Ronaldo Cunha Lima, em João Pessoa. Durante o encontro, o ex-governadores e seus convidados teriam recebido, via Ruy, o recado de Cícero.

"Os deputados reunidos com Cássio no apartamento de Ronaldo zeraram o jogo em torno da discussão sobre as eleições de 2010, na Paraíba. Ou seja, os parlamentares que andaram criticando a pré-candidatura de Cícero – presidente estadual do PSDB – ao governo terão que se enquadrar", destaca o Paraiba.com.

Detonando
Ameaças do gênero levaram cassistas como o deputado Zenóbio Toscano (PSDB) a admitir publicamente o desejo de deixar a legenda, não o fazendo de imediato por temer retaliações, inclusive perda de mandato com base na fidelidade partidária. Mas, para afirmar a sua posição em defesa de uma candidatura única das oposições em 2010, preferência que recai sobre o nome do prefeito Ricardo, o parlamentar anunciou ontem a desfiliação de sua esposa, Lea Toscano, prefeita de Guarabira por dois mandatos, entre 1997 e 2004.

A crise no ninho tucano chegou a um ponto tal que estariam em rota de colisão declarada seus dois maiores expoentes. De um lado, o ex-governador Cássio Cunha Lima; do outro, o senador Cícero Lucena, tido como o mais leal e desprendido aliado dos Cunha Lima nos últimos 20 anos. Essa aliança nasceu quando Cícero aceitou ser candidato a vice-governador na chapa de Ronaldo que disputou pelo PMDB – e conquistou – o Governo do Estado em 1990.

No Correio
Cássio e Cícero, noticia hoje o CORREIO, agora disputam a presidência e o comando do PSDB da Paraíba. O ex-governador voltou a anunciar ontem o seu desejo de assumir a presidência. Em resposta, foi publicada na imprensa local a Resolução nº 003/2009 do Diretório Nacional do PSDB, que prorroga por mais um ano o mandato de Cícero como presidente estadual da legenda.

"Desse modo, o senador Cícero Lucena poderá permanecer no cargo, se assim quiser. Poderá usar o argumento da resolução para permanecer no controle do partido e com isso tentar impedir que o ex-governador assuma a presidência e conduza a legenda para uma aliança com o prefeito de João Pessoa, aniquilando assim, a sua possibilidade (dele, Cícero) de disputar o Governo do Estado", ressalta o CORREIO.

Da redação com
Rubens Nóbrega  do Portal Correio

Tags:
DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”