header top bar

section content

Secretaria de Saúde fala após equipe de enfermagem do SAMU de Sousa divulgar nota sobre denúncias

Após denuncias, equipe de enfermagem do SAMU e secretaria de saúde de Sousa dão suas versões

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

10/05/2017 às 11h29

Amanda Silveira, Secretária de Saúde (foto: DS)

Após a equipe de enfermagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) Regional de Sousa, no Sertão do Estado, divulgar nota a imprensa respondendo a acusações e denuncias, a secretaria de saúde Amanda Silveira se pronunciou nesta quarta-feira (10).

A secretaria rebateu a nota veiculada pelo Diário do Sertão. Confira na íntegra:

“Sobre a nota veiculada pela equipe de Enfermagem do SAMU de Sousa no site Diário do Sertão, o Gabinete do Prefeito e a Secretaria de Saúde, primando pelo bom andamento dos serviços e pela veracidade dos fatos, vem a público informar que não houve redução salarial para nenhuma categoria profissional do município de Sousa. Temos sim demonstrado nosso compromisso com os servidores, garantindo o pagamento dos vencimentos dentro do mês trabalhado e, inclusive, regularizando os atrasos salariais deixados pela anterior gestão.

É importante destacar que tanto o Prefeito Tyrone, quanto a Secretária Amanda Silveira, possuem conduta que lhes permitem tratar todo e qualquer cidadão de forma educada e respeitosa e, por motivo algum, seria diferente com servidores municipais, ditos pela gestão como colegas de trabalho. A prova disso foi o acontecimento da citada reunião em 03/05,  onde o Prefeito e a Secretária, prezando pelo diálogo e pelo entendimento, mesmo sem qualquer agendamento prévio, ou solicitação formal, receberam os profissionais de enfermagem do SAMU na Sala de reunião da Secretaria de Saúde e, democraticamente, os ouviram.

Na ocasião, foram esplanados pontos como o cumprimento da carga horária de 40hs semanais exigada no edital do concurso por meio do qual os servidores ingressaram na Prefeitura Municipal de Sousa.

O PCCR aprovado em 2013 é cristalino  quando discorre sobre os valores de plantão para fins de cálculo de plantões extras, não para  pagamento de salário base (fixado no concurso). Ademais, o próprio PCCR apresenta que eventuais plantões extras deverão ser pagos no mês subsequente, logo, trata-se de uma remuneração que a própria denominação define, EXTRA, o que significa dizer que estará a  margem do salário estabelecido no edital.

Nossa gestão tem buscado resgatar a dignidade do servidor e compreendemos que o diálogo é o principal instrumento para isso. Consideramos insucesso todo e qualquer comprometimento da qualidade dos serviços  prestados à população em detrimento de interesses individuais ou corporativistas.

Continuaremos trabalhando para que os sousenses tenham a assistência que precisam e merecem.”

Amanda Silveira – Secretária Municipal de Saúde
Fábio Tyrone Braga de Oliveira – Prefeito de Sousa.

+ Após denúncias, enfermeiros do SAMU de Sousa divulgam nota e afirmam que gestão reduziu salários dos profissionais. Confira aqui!

ENTENDA O CASO

Tudo começou quando um servidor do SAMU anonimamente fez denuncias na imprensa afirmando que no domingo (07) as quatro ambulâncias estavam todas quebradas, e existia uma ambulância nova que foi enviada pelo ministério da saúde e desde fevereiro estava estacionada sem atender ocorrência.

O coordenador geral do SAMU, Suelio Alves, afirmou que as ambulâncias estavam funcionando normalmente, e em relação a ambulância nova, ele disse que o veículo já está realizando atendimento e transferências: “São denuncias infundadas, algumas viaturas quebraram no fim da noite, mas outras ficaram rodando normalmente”, destacou.

Em outro programa radiofônico, Suelio teria afirmado que na gestão anterior do ex-prefeito André Gadelha (PMDB) a categoria de enfermagem trabalhava 120 horas e recebia o salário equivalente a 160 horas trabalhadas e já esperava que a equipe fizesse esse tipo de denuncia a imprensa em Sousa.

Equipe de enfermagem enviou nota à imprensa. Confira!

Para responder essas acusações e denuncias, a equipe de enfermagem enviou uma nota a toda a imprensa sousense.

Confira a nota abaixo!

“Vimos por meio desta, prestar esclarecimento a cerca das denuncias veiculadas pela mídia no que diz respeito ao serviço prestado pelo SAMU regional de Sousa.

Inicialmente ratificamos o clima tenso entre profissionais de enfermagem e gestão, desde o início do mandato, quando nossos vencimentos foram drasticamente modificados. Desde que assumimos o concurso realizado em 2014, recebíamos como plantonistas que somos, por plantão trabalhado, como reza o PCCR do município. O que o coordenador disse em entrevista à 104 FM, de que antes trabalhávamos 120 horas e recebíamos por 160 horas, nunca existiu. Sempre recebemos pelos plantões que dávamos e hoje a gestão reduziu nossos salários a salário base, como se trabalhássemos dando expediente e não plantão.
Por várias vezes foi tentado por nós, resolver cordialmente, procuramos coordenadores, secretária de saúde e o chefe de gabinete, mas sem nenhum sucesso.
Embora a denúncia não tenha sido feita pela equipe de enfermagem em nenhuma das suas categorias, esses profissionais vem sendo penalizados pela atual gestão, como forma de represália devido a insucesso de uma reunião entre um grupo de enfermeiros com o prefeito em 03/05.
É importante lembrar que, diferente do que o coordenador justificou, nós profissionais de enfermagem, jamais recebemos proventos além do que preconizado pelo PCCR, pelo contrário, deixamos de receber ainda gratificações asseguradas em lei, as quais hoje estão já encaminhadas para a resolução através do poder judiciário!
A forma mal educada com a qual fomos recebidos pelo senhor prefeito e secretária de saúde, não nos instigou a fazer denuncias anônimas como estamos sendo acusados. Talvez eles até já esperassem esse tipo de atitude nossa, mas agiremos de outra forma e provaremos em lei nossos direitos.
Esperamos que a gestão consiga sanar os problemas do serviço sem necessidade de perseguição política, somos efetivos, trabalhamos e muito e merecemos respeito!
Estamos de plantão todos os dias para fazer TUDO que estiver ao nosso alcance e dentro da lei! Não seremos coagidos a partidarismo político algum! Trabalharemos seguindo as leis que regem o samu e sinceramente queremos muito mais do que reconhecimento financeiro, queremos trabalhar em paz para que nosso serviço seja efetivamente realizado!”

Equipe de enfermeiros SAMU Sousa
Simone Rolim, Renata Suele, José Filho, Ariane Rocha, Maria Elzivi, Rivanaldo Rodrigues e Sarita Medeiros.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Secretária de Cajazeiras revela que lixão começou a funcionar irregular na cidade e falou de ação no MPF

JÁ GANHOU NOVE MEDALHAS

VÍDEO: Garotinho campeão de karatê vende trufas em Cajazeiras para participar do Mundial em Fortaleza

COBRANÇA

VÍDEO: Radialista diz que oposição deixa o prefeito de Sousa ‘à vontade para cometer irregularidades’

EVANGÉLICO DE OPOSIÇÃO

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que Bolsonaro está destruindo o país e não levou facada: “Foi uma farsa”