header top bar

section content

Prefeito de Cajazeiras revela ‘corte’ na folha e alega que vai construir obras com recursos próprios

"Isso é uma meta que nós estamos discutindo", disse o prefeito de Cajazeiras

Por Jocivan Pinheiro

31/07/2017 às 16h47 • atualizado em 31/07/2017 às 17h57

O município de Cajazeiras será um dos próximos da região que vão demitir servidores contratados para reduzir custos na folha de pessoal e poder realizar obras com ajuda da verba economizada. Quem admitiu essa estratégia foi o próprio prefeito José Aldemir Meireles (PP). Ele disse que já está sendo elaborado um novo organograma para saber em que setores vai promover as demissões.

“Isso é uma meta que nós estamos discutindo. Estamos estudando custos, desdobramentos financeiros e vamos, dentro da responsabilidade que nos compete, tomar essas providências.”

VEJA TAMBÉM: Ao comentar sobre reaproximação com Marcos Barros, José Aldemir admite “reimplantar dedo cortado”

Mas ele advertiu que os cortes de servidores serão feitos após um detalhado estudo técnico. “Estamos estudando tecnicamente, não é de forma aleatória. Vamos fazer o que for possível, desde que não comprometa a governabilidade do município.”

Para não gerar problemas com o Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Cajazeiras (SINFUMC), José Aldemir explicou que o órgão será consultado em reuniões com o município.

“O SINFUMC é um parceiro nosso e estamos sempre atentos às suas advertências. Já atendemos tantos pleitos do SINFUMC – e que são justos e necessários – que a gente tem que analisar com o próprio SINFUMC essa situação.”

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

DINHEIRO NO BOLSO

VÍDEO: Show e Prêmios Alô da Sorte realiza mais um sorteio mensal da rodada extra; Saiba quem ganhou

PROFESSORES CONTRATADOS

VÍDEO: Após pressão de vereador, prefeitura de Cajazeiras confirma pagamento de salários atrasados

VIOLÊNCIA SEM PARAR

VÍDEO: Jovem é morto com vários tiros e mulher fica ferida após ser vítima de bala perdida em Cajazeiras

TRAGÉDIA

VÍDEO: Comandante da PM lamenta morte de vereador e diz que assassinos são conhecidos no crime