header top bar

section content

VÍDEO: Após denúncias, prefeito de Cajazeiras emite longo decreto com várias medidas para conter gastos

Vereador Rivelino Martins teria identificado ‘supersalários’, excessos de contratos por excepcional interesse, de cargos comissionados, de gratificações e nepotismo

Por Jocivan Pinheiro

17/10/2017 às 15h36

Na sessão desta segunda-feira (16) da Câmara Municipal de Cajazeiras, o vereador de oposição Rivelino Martins (PSB) foi à tribuna denunciar o governo municipal por uma série de excessos na folha de servidores, irregularidades e favorecimento a algumas famílias.

Rivelino realizou um levantamento onde teria identificado ‘supersalários’, excessos de contratos por excepcional interesse, de cargos comissionados, de gratificações e nepotismo. Ele afirma ainda que um grupo restrito de famílias seria beneficiado com isso.

“A grande pergunta que fizemos na tribuna da Câmara é por que tanta junção de famílias incluídas em cargos comissionados. Quando se busca resgatar a boa imagem da política, nós identificamos isso na cidade”, disse o vereador. Mas a intenção das denúncias, segundo ele, não é apenas fazer oposição, e sim ajudar o município a governar melhor na crise.

“A partir do momento que nós formulamos uma denúncia em defesa dos recursos públicos, nós estamos apontando saídas para que essa cidade não venha a ter, por exemplo, o fim do Ipam [Instituto de Previdência e Assistência Social de Cajazeiras]. Estamos preocupados com a folha de pagamento dos servidores do município, que está ameaçada também, como é dito pelo próprio prefeito, diante dessas dificuldades”.

Vereador Rivelino Martins

Resposta do prefeito

Após a repercussão das denúncias do vereador Rivelino Martins, no início da tarde desta terça-feira (17) o prefeito José Aldemir Meireles emitiu um decreto em que adota medidas administrativas para conter gastos na máquina pública.

No documento existem dezenas de medidas que o prefeito diz que vai tomar para tentar regularizar as contas públicas. Algumas das principais secretarias serão atingidas, inclusive a de Educação, já que o decreto estabelece “Adequação das despesas com merenda escolar de modo a manter o padrão nutricional básico necessário, porém reduzindo ao máximo os custos com esse objeto de gasto”.

Entre outras medidas estão a suspensão temporária de contratação de servidores, com exceção do que é previsto em lei; suspenção de concessão de novas gratificações sem autorização do prefeito; e determina a revisão do quadro de cargos de comissão, gratificações e de servidores contratados sem concurso.

Veja o decreto completo abaixo (clique nas imagens para ampliá-las)

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

"SÓ PODE LULA?"

VÍDEO: Bolsonaristas defendem 2ª instância, mas não querem amigos presos pela Andaime, diz colunista

PERIGO

VÍDEO: Preocupado com incêndios em Cajazeiras, chefe dos Bombeiras alerta sobre limpar terreno com fogo

PARA ATRAIR TURISTAS

VÍDEO: Bom Jesus realiza 1º Encontro de Motocross com sucesso, e prefeito promete investir no evento

EDUCAÇÃO EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Alunos dão show de aprendizado na Mostra de Conhecimento do Colégio Nossa Senhora do Carmo