header top bar

section content

Servidores denunciam salários atrasados em Nazarezinho e prefeito alega crise: “Tá lotado de efetivos”

Salvan disse que já tentou até mesmo demitir servidores efetivos para reduzir a folha de pagamento, porém a justiça não permitiu. Ouça a entrevista!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

01/11/2017 às 11h07 • atualizado em 02/11/2017 às 11h05

Salvan Mendes, Prefeito de Nazarezinho (foto: Charley Garrido)

Os servidores do município de Nazarezinho, no Sertão da Paraíba, procuraram à reportagem do Diário do Sertão para denunciar que estão com dois meses de salários atrasados.

Em entrevista ao Diário do Sertão, o prefeito Salvan Mendes Pedrosa (PR), afirmou que está passando por uma crise e que a prefeitura possui um grande número de servidores, o que dificulta o pagamento em dia dos salários.

“Uma crise como essa, temos uma folha de pagamento maior da região de Sousa, pagar todas as dívidas trabalhistas, precatórios, além disso, a prefeitura lotada de servidores efetivos. Peguei a prefeitura em 2013 e o ex-prefeito deixou dois meses atrasados”, disse Salvan.

Salvan disse que já tentou até mesmo demitir servidores efetivos para reduzir a folha de pagamento, porém a justiça não permitiu:

“O ex-prefeito nomeou 30 pessoas após perder as eleições, e eu afastei esse pessoal no início de 2013, mas todos conseguiram se reintegrar. Agora eu tenho que pagar as Requisições de Pequeno Valor (RPV) dos salários que não foram pagos em 2012 e ainda pagar o mês trabalhado então isso é impraticável com essa queda das receitas”, disse Salvan.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

INFRAESTRUTURA

VÍDEO: Chuvas destroem ruas de Cajazeiras que não são pavimentadas e moradores cobram ação da Prefeitura

VETERANO DA MÚSICA

VÍDEO: Em Cajazeiras, cantor de renome nacional critica sertanejo universitário: “Virou uma baderna”

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’

ANALISAR MELHOR FORMA

Presidente da OAB Nacional diz que irá discutir modelo legal para a questão do armamento no Brasil