header top bar

section content

Agência do INSS da cidade de Sousa suspende atendimento por uma semana para reforma

A gerente da agência, Adelaide Lima, destaca a importância da obra que vai proporcionar novas instalações - adequadas e modernas

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

15/02/2018 às 16h11 • atualizado em 15/02/2018 às 16h12

Atendimento passará a ser no antigo Hospital Materno Infantil

A Agência da Previdência Social na cidade de Sousa passará por reforma estrutural no prédio. Com isso, o atendimento ao público ficará suspenso a partir do dia 19 de fevereiro e voltará no dia 26 de fevereiro em novo endereço, localizado na Rua Luís Pereira da Silva, nº 20, centro de Sousa, onde funcionou o Hospital Materno-Infantil do município.

A APS Sousa, situada no Sertão paraibano, abrange os municípios de Lastro, Nazarezinho, Santa Cruz, São José da Lagoa Tapada, Uiraúna, Aparecida, Marizópolis, Poço Dantas, Joca Claudino, São Francisco e Vieirópolis. Ao mês, a unidade do INSS, vinculada à Gerência-Executiva Campina Grande, chega a realizar cerca de três mil atendimentos previdenciários.

Segundo o gerente-executivo Jobson Sales, a reforma na infraestrutura da APS Sousa começa a sair do papel graças ao empenho pessoal do então presidente do INSS, Leonardo Gadelha, e do superintendente da Regional Nordeste, Marcos de Brito. A ordem para licitação da obra, orçada em quase dois milhões, foi assinada em setembro de 2017 nas dependências da agência em ato prestigiado por diversas autoridades.

A Superintendência Regional Nordeste e a Gerência-Executiva do INSS em Campina Grande, com a reforma da APS Sousa, dão continuidade aos esforços de gestão, no sentido de proporcionar mais conforto a segurados e servidores da instituição. Contempla a construção de estacionamento e de cisterna para captação d’água; e renovação de equipamentos para atendimento ao público.

A gerente da agência, Adelaide Lima, destaca a importância da obra que vai proporcionar novas instalações – adequadas e modernas. “Atualmente a Agência Sousa enfrenta uma série de dificuldades para acolhimento dos usuários e dos servidores que atuam nela. Com a reforma, teremos mais conforto no atendimento ao segurado”, disse Adelaide.

DIÁRIO DO SERTÃO com assessoria

Recomendado para você pelo google

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Se reforma da Previdência não cortar privilégios, sociedade deve ‘gritar’ contra ela, diz padre

INFRAESTRUTURA

VÍDEO: Chuvas destroem ruas de Cajazeiras que não são pavimentadas e moradores cobram ação da Prefeitura

VETERANO DA MÚSICA

VÍDEO: Em Cajazeiras, cantor de renome nacional critica sertanejo universitário: “Virou uma baderna”

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’