header top bar

section content

Devido à greve dos caminhoneiros, Hospital Regional de Sousa cancela cirurgias que estavam agendadas

Segundo nota da direção do hospital, a medida de cancelamento segue orientação da Secretaria de Estado da Saúde. Mas as cirurgias serão remarcadas

Por Jocivan Pinheiro

27/05/2018 às 15h37 • atualizado em 27/05/2018 às 15h48

Hospital Regional de Sousa

O Hospital Regional de Sousa, no Sertão paraibano, vai cancelar, a partir desta segunda-feira (28), as cirurgias eletivas que estavam agendadas e atender apenas casos de urgência e emergência.

O motivo, segundo nota divulgada pela direção do hospital, é a “dificuldade de entrega de insumos a esta Unidade Hospitalar pelo cenário que o país enfrenta no momento de desabastecimento ocasionado pela greve dos caminhoneiros”.

Ainda de acordo com a nota, assinada pela diretora Apoliana Ferreira de Araújo, o cancelamento segue orientação da Secretaria de Estado da Saúde. Mas as cirurgias serão remarcadas.

VEJA MAIS: Greve dos caminhoneiros faz suspender venda de passagens de ônibus em Cajazeiras

Leia a nota completa:

A Direção Geral do Hospital Regional de Sousa vem a público comunicar que diante da dificuldade de entrega de insumos a esta Unidade Hospitalar pelo cenário que o país enfrenta no momento de desabastecimento ocasionado pela greve dos caminhoneiros, IREMOS ADOTAR PLANO DE CONTINGÊNCIA E REALIZAR APENAS OS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, visto que também estamos seguindo orientação da Secretaria Estadual da Saúde.

Informamos que todos os procedimentos eletivos, sejam eles cirurgias ambulatoriais de pequeno porte, cirurgias gerais e cirurgias ortopédicas que aguardam realização, estão CANCELADOS a partir da manhã, dia 28/05/2018, e serão remarcadas para data posterior. O setor de marcação irá entrar em contato com todos os pacientes, não necessitando irem até o hospital.

O motivo do cancelamento é para que não faltem materiais e medicamentos, gases medicinais aos pacientes internados, para as urgências e emergências, bem como, gêneros alimentícios.

Comunicamos também que vários profissionais residem em outras cidades, em outros estados, o que pode comprometer os serviços, embora as medidas cabíveis para tal fato estejam sendo adotas.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Secretário de João Azevêdo defende aproximação de Dra Paula e Zé Aldemir ao Governo estadual

BRIGA NO CARNAVAL

VÍDEO: Autoridades policiais revelam que suspeitos do crime na Vila Nova em Cajazeiras alegaram vingança

SAÚDE

VÍDEO: Mensagem Empresarial recebe médico radiologista e tira dúvidas sobre os exames por imagem

CRISE NO PSB

VÍDEO: Nonato Bandeira evita dar resposta a Ricardo por determinação de João Azevêdo: “Estamos focado no trabalho”