header top bar

section content

VÍDEO: Reitor do IFPB rebate professor de Cajazeiras e volta a dizer que não dá para aproveitar terreno

Cícero Nicácio rebateu as declarações do professor Daladier Júnior a respeito do novo curso em Cajazeiras e da devolução do terreno doado por empresários locais

Por Jocivan Pinheiro

27/12/2018 às 16h48 • atualizado em 27/12/2018 às 17h06

O reitor do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), Cícero Nicácio, rebateu as declarações do professor Daladier Júnior a respeito da devolução do terreno doado por empresários para a construção do centro tecnológico no Campus Cajazeiras e da implantação do curso de Bacharel em Engenharia de Controle e Automação.

Professor Daladier declarou que a unidade do IFPB de Cajazeiras está impossibilitada de ter novos cursos por falta de salas de aula e que implantar o Bacharelado em Engenharia de Controle e Automação está sendo possível apenas porque o campus perderá o curso de Automação Industrial. “Mata um curso para começar outro”, disse o professor.

Em resposta, o reitor Cícero Nicácio afirmou que Daladier não tem legitimidade para se apresentar como representante dos discentes do IFPB e está ignorando os procedimentos da instituição.

“Professor que ganha bem deve ocupar seu tempo em trabalhar ao invés de ocupar a imprensa e ficar atacando a sua instituição. Esses professores deveriam ter a responsabilidade de conhecer a realidade da sua instituição, falar bem da instituição. E se quer participar dos processos, esteja inserido nas discussões do seu campus”, falou o reitor.

VEJA TAMBÉM: Professores do IFPB de Cajazeiras emitem nota em resposta a declarações de colega

Terreno doado pelos empresários de Cajazeiras ao IFPB

Devolução do terreno

Cícero Nicácio voltou a explicar que em curto prazo é impossível construir alguma estrutura no terreno doado pelos empresários porque não há previsibilidade orçamentária no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFPB.

“Nesse momento é absolutamente intempestivo e inadequado, mas poderemos proceder essa expansão no futuro em médio prazo. Nesse momento não é possível”, disse.

Ainda segundo Nicácio, a instituição está sofrendo os fortes impactos da crise financeira do país, por isso não pode suspender obras já em andamento para iniciar outras.

O reitor alegou também que a verba de R$ 2,2 milhões que o Governo Federal vai investir no campus de Cajazeiras servirá para construir um bloco aproveitando o espaço já existente e que já está estruturado para tal. Dessa forma não compromete o princípio da economicidade.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Governador João Azevêdo fala sobre o afastamento político com Ricardo Coutinho e mudanças no Governo

TRAGÉDIA

VÍDEO E FOTOS: Delegado dá detalhes do grave acidente próximo a parque de vaquejada em Cajazeiras

ESPERANÇA

VÍDEO: Presidente da OAB declara que luta pela permanência da Vara do Trabalho de Cajazeiras não acabou

ENTREVISTA

VÍDEO EXCLUSIVO: Governador anuncia obras no Sertão, esclarece polêmicas e fala de relação com Ricardo