header top bar

section content

REGIÃO DE CAJAZEIRAS: Criança suspeita de H1N1 sofre rejeição de algumas pessoas, diz secretária

“A mãe está sendo procurada. Ela estava sentindo rejeição por parte de algumas pessoas”, disse a secretária.

Por Luzia de Sousa

30/06/2019 às 12h27

Vírus H1N1 (Foto da internet)

A secretária de Saúde do Município de São do Rio do Peixe, Michele Noleto revelou recentemente que o sobrinho do professor Herbson Montine Abreu Moreira, 41 anos de idade, que morreu vítima de H1N1 sofreu preconceito por causa da suspeita da doença.

VEJA MAIS: NO SERTÃO DA PARAÍBA: Dois irmãos de 2 e 5 anos são internados com suspeita de H1N1

Michele explicou que a criança é apenas suspeita, pois não foi confirmada a doença. O sobrinho de Herbson realizou exame, mas o resultado ainda não chegou.

“A mãe está sendo procurada. Ela estava sentindo rejeição por parte de algumas pessoas”, disse a secretária, adiantando que o caso professor é isolado e não existe surto no município.

ENTENDA
Este mês foi confirmado que a causa morte do professor Herbson Montine Abreu Moreira, 41 anos de idade foi a contaminação pelo H1N1. Ele faleceu em 14 de maio, mas o resultado do exame saiu após 30 dias. O professor era morador do Sítio Baixio do Gila, município de São do Rio do Peixe e faleceu no Hospital Regional de Cajazeiras.

A informação foi confirmada pela secretária de saúde do município, Michele Noleto, revelando haver três casos suspeitos, porém, apenas um confirmado.

DIÁRIO DO SERTÃO

SAÚDE

VÍDEO: Médico diz que descoberta de vacina para coronavírus está próxima: ‘Dos EUA é a mais inteligente’

ELEIÇÕES 2020

VÍDEO: Cidadania lança pré-candidato a prefeito em Itaporanga e deixa apoio do governador indefinido

PROVÁVEL CANDIDATO

VÍDEO: Radialista chama oposição de ‘idiota’ e indica que Zé Célio será apoiado pelos Gadelhas em Sousa

RESPOSTA

VÍDEO: Prefeito de Conceição quebra o silêncio e dá sua versão sobre fim de aliança com João Deon

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!