header top bar

section content

Com paralisação dos pipeiros, diretor do presídio regional de Cajazeiras fala sobre possível rebelião

"A situação é crítica porque é distante 12 km da cidade”, explicou o diretor do presídio padrão de Cajazeiras, Thalles Almeida.

Por DIÁRIO DO SERTÃO

06/11/2019 às 17h04 • atualizado em 06/11/2019 às 17h06

O diretor do presídio padrão de Cajazeiras, Thalles Almeida, em entrevista à TV Diário do Sertão nesta quarta-feira (06), falou sobre a paralisação dos motorista de carros-pipa, anunciada nessa terça-feira (06). Os pipeiros alegam atraso salarial de três meses.

VEJA MAIS: Atendendo mais de 300 pontos, pipeiros paralisam entrega de água por falta de pagamento em Cajazeiras

A paralisação afeta o abastecimento do presídio, pois é feito através de carro-pipa, mas segundo Thalles, o secretário poderá mandar um aditivo até que a situação dos pipeiros se normalize.

“Não vai haver prejuízo, nem colapso d´água. A situação é crítica porque é distante 12 km da cidade”, explicou o diretor.

Presídio é abastecido por carros-pipa em Cajazeiras

Sobre uma possível rebelião na Casa de Detenção, ele acredita que não ocorra, pois apesar da rigidez na disciplina são assegurados todos os direitos dos presos.

Inaugurado em 2010, o presídio é abastecida por carro-pipa e um poço artesiano.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

ASSISTA: Em Sousa, humorista chama o desconhecido por outro nome e causa confusão em Mercado Público

"SÓ PODE LULA?"

VÍDEO: Bolsonaristas defendem 2ª instância, mas não querem amigos presos pela Andaime, diz colunista

PERIGO

VÍDEO: Preocupado com incêndios em Cajazeiras, chefe dos Bombeiros alerta sobre limpar terreno com fogo

PARA ATRAIR TURISTAS

VÍDEO: Bom Jesus realiza 1º Encontro de Motocross com sucesso, e prefeito promete investir no evento