header top bar

section content

Com paralisação dos pipeiros, diretor do presídio regional de Cajazeiras fala sobre possível rebelião

"A situação é crítica porque é distante 12 km da cidade”, explicou o diretor do presídio padrão de Cajazeiras, Thalles Almeida.

Por DIÁRIO DO SERTÃO

06/11/2019 às 17h04 • atualizado em 06/11/2019 às 17h06

O diretor do presídio padrão de Cajazeiras, Thalles Almeida, em entrevista à TV Diário do Sertão nesta quarta-feira (06), falou sobre a paralisação dos motorista de carros-pipa, anunciada nessa terça-feira (06). Os pipeiros alegam atraso salarial de três meses.

VEJA MAIS: Atendendo mais de 300 pontos, pipeiros paralisam entrega de água por falta de pagamento em Cajazeiras

A paralisação afeta o abastecimento do presídio, pois é feito através de carro-pipa, mas segundo Thalles, o secretário poderá mandar um aditivo até que a situação dos pipeiros se normalize.

“Não vai haver prejuízo, nem colapso d´água. A situação é crítica porque é distante 12 km da cidade”, explicou o diretor.

Presídio é abastecido por carros-pipa em Cajazeiras

Sobre uma possível rebelião na Casa de Detenção, ele acredita que não ocorra, pois apesar da rigidez na disciplina são assegurados todos os direitos dos presos.

Inaugurado em 2010, o presídio é abastecida por carro-pipa e um poço artesiano.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras alerta que “pobreza se avoluma cada vez nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’

NASCEU DE NOVO!

VÍDEO: condutor-socorrista do SAMU salva bebê que estava engasgado e sem respirar em Patos