header top bar

section content

VÍDEO: Diretor do HRC esclarece morte de jovem após parto cesariano e diz que pré-natal não foi regular

Vanúbia Anacleto Pamplona, 37 anos, faleceu no sábado (09) na Maternidade Dr. Deodato Cartaxo ao sofrer duas paradas cardiorrespiratórias horas depois do parto

Por Jocivan Pinheiro

11/11/2019 às 15h39 • atualizado em 11/11/2019 às 15h46

Vanúbia Anacleto Pamplona, de 37 anos, natural da zona rural de São João do Rio do Peixe, deu à luz um menino na quinta-feira (07), através de parto cesário, na Maternidade Dr. Deodato Cartaxo. Após sérias complicações, ela foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Cajazeiras e veio a falecer no sábado (09).

O diretor administrativo do hospital, Manoel Télamon, disse que, de acordo com os familiares de Vanúbia, ela não fez um pré-natal regular e isso pode ter sido a causa principal do agravamento do seu quadro de saúde.

Ele explica que o parto cesário foi necessário porque a paciente deu entrada na maternidade apresentando muita perda de líquido. Segundo Télamon, o parto ocorreu dentro da normalidade e a paciente chego a amamentar o bebê sem complicações. Porém, no dia seguinte ela sentiu-se mal e após ser avaliada, foi internada na UTI. No entanto, seu quadro clínico se agravou a ponto dela sofrer duas paradas cardiorrespiratórias.

De acordo com Manoel Télamon, Vanúbia sofreu uma embolia pulmonar (obstrução das artérias dos pulmões por coágulos) e mesmo após a administração de medicamentos, ela chegou a óbito.

“Por definição ela já era uma paciente de alto risco, apresentou algumas complicações que não foram bem conduzidas justamente por essa deficiência no pré-natal dela”, frisou o diretor do HRC.

VEJA TAMBÉM

Mulher morre no Hospital Regional de Cajazeiras após parto; ela chegou a postar foto no Facebook

Vanúbia Anacleto Pamplona, de 37 anos, faleceu na maternidade horas depois do parto

Após a cirurgia, Vanúbia ainda publicou nas suas redes sociais a fotografia do filho recém-nascido, mas horas depois morreu. O diretor administrativo do HRC lamentou o ocorrido, mas disse que a equipe médica fez tudo que podia para salvar a vida da mãe.

“A gente fica triste e extremamente sensibilizado, levando em consideração que uma pessoa tinha toda uma vida pela frente e com um filhinho recém-nascido. É uma condição extremamente difícil, não só para a família, mas também para nós que fazemos saúde, que somos gestores e primamos pela vida do paciente. Qualquer perda para a instituição hospitalar é difícil”.

O bebê recém-nascido receberá atendimento especializado na Maternidade de Cajazeiras e no Banco de Leite, foi o que assegurou o diretor do hospital.

Nota de esclarecimento do HRC

GOVERNO DA PARAÍBA
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE
HOSPITAL REGIONAL DE CAJAZEIRAS
GABINETE DA DIREÇÃO

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Na manhã deste sábado (09), o gabinete da Direção do Hospital Regional de Cajazeiras, foi informado sobre o acontecimento de um óbito devido complicações no pós cirúrgico (cesariana), diante do fato, se faz necessário alguns esclarecimentos:

01 – A gestante/paciente chegou a Maternidade Dr Deodato Cartaxo, na última quinta feira (07), com queixa de perda de líquido, sendo de imediato acolhida pela equipe, e realizados os primeiros atendimentos, seguindo os protocolos de acordo com os sintomas apresentados;

02 – Após ser avaliada, havendo a suspeita de perda de líquido, fora solicitado exame de ultrassonografia para um melhor diagnóstico, sendo confirmado a diminuição do líquido, havendo a necessidade de intervenção cirúrgica de imediato. A paciente foi levada para o bloco cirúrgico e realizado o parto cesário, onde ocorreu tudo dentro da sua normalidade, inclusive, após algumas horas após o procedimento, a paciente já amamentava a criança;

03 – No dia seguinte, sexta feira (08), a paciente ao levantar-se, sentiu-se mal, apresentando cansaço (dispineica), sendo tão logo solicitado a equipe médica para melhor avaliação. Após avaliada, houve a necessidade do internamento da paciente na UTI devido o agravamento de seu quadro clínico, em dado momento, a paciente entrou em Parada Cardio Respiratória – PCR, sendo administradas as manobras de Reanimação Cárdio Pulmonar – RPC, onde voltou a apresentar seus sinais vitais, e logo em seguida, intubada;

04 – Na manhã deste sábado (09), a paciente entrou em uma segunda PCR, havendo a intervenção da equipe da UTI, e identificado um quadro de Embolia Pulmonar, sendo de pronto realizado a administração de medicamentos no intuito da destruição dos coágulos/trombos, mas, sem êxito. A paciente, infelizmente, chegou a óbito por Embolia Pulmonar.

O QUE CAUSA A EMBOLIA PULMONAR?

A embolia pulmonar é causada pela obstrução das artérias dos pulmões por coágulos (trombos ou êmbolos) que, na maior parte das vezes, se formam nas veias profundas das pernas ou da pélvis e são liberados na circulação sanguínea. Apesar de mais raros, também existem casos de embolias gordurosas provocadas por traumas ou fraturas, de embolias aéreas (bolhas de ar) e de líquido amniótico.

QUAIS OS FATORES DE RISCO?

São fatores de risco para a embolia pulmonar a imobilidade prolongada, cirurgias extensas, câncer, traumas, anticoncepcionais com estrógeno, reposição hormonal, gravidez e pós-parto, varizes, obesidade, tabagismo, insuficiência cardíaca, idade superior a 40 anos, DPOC e distúrbios na coagulação do sangue.

A Direção do Hospital Regional de Cajazeiras, lamenta profundamente a morte precoce da paciente, se colocando a disposição para outros esclarecimentos que se fizer necessário.

A Direção.

Cajazeiras, 09 de Novembro de 2019

Redação DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

NOVO DESAFIO

VÍDEO: IJMP encerra Novena da Imaculada Conceição, e padre anuncia que vai abrir casa de missão no Pará

SINDOJUS-PB

VÍDEO: Oficiais de justiça de Cajazeiras se reúnem em workshop para debater sobre o futuro da categoria

ESTUDANTE DO 9º ANO

VÍDEO: Aluno cajazeirense ganha medalha na Olimpíada Brasileira de Matemática e se destaca nacionalmente

SORRIA

VÍDEO: ortodontista sousense fala das lentes de contato dentais e facetas de porcelana