header top bar

section content

Chantagem a Zé Aldemir para não divulgar fotos e briga da oposição para lançar nome agitam Cajazeiras

Tem muita gente interessada em “descobrir” quem foi o “culpado” pelo cochilo que foi dado em relação à cobrança do projeto do HU do Sertão.

Por Luzia de Sousa

15/12/2019 às 18h07 • atualizado em 15/12/2019 às 14h19

Prefeito de Cajazeiras, o médico José Aldemir Meireles

Faltou ação
Foi digno de aplauso o pronunciamento do deputado estadual Júnior Araújo da tribuna da assembleia em defesa da construção do Hospital Universitário do Sertão, bem como a do deputado Jeová Campos, as falas de ambos foram contundentes.

VEJA TAMBÉM: Associação emite nota e clama união dos políticos para Cajazeiras não perder HU orçado em R$ 169 milhões

Faltou ação 2
Mas o complemento deste gesto teria sido: rumo a Brasília, cada um com seu deputado federal e arrancar a fórceps o projeto do HU, ter ido até EBSERH, aos ministérios da educação e da saúde e sair de lá com a garantia que o hospital seria construído. Ou seja, pegar o touro a unha. Palavras passam, ações dão resultados.

Faltou um grito
O prefeito José Aldemir, que é tido como galo de briga, baixou as asas e a crista e sequer deu uma palavra com seu deputado federal, Aguinaldo Ribeiro e muito menos com a senadora Daniela Ribeiro, ou mesmo ter ido a Brasília para defender a construção do HU do Sertão e chegou a propor um encontro em João Pessoa com Aguinaldo, mas o jeito certo era o caminho de Brasília.

O apelo de Léa
A vereadora Léa Silva foi a única a tomar a iniciativa de falar com seu deputado federal, que atende seu telefone, mesmo que ele esteja falando com Bolsonaro, terminou por gravar um vídeo se posicionando a respeito do assunto e se comprometeu continuar levantando a bandeira para construir o HU do Sertão.

Procura-se
Tem muita gente interessada em “descobrir” quem foi o “culpado” pelo cochilo que foi dado em relação à cobrança do projeto do HU do Sertão, que não teria chegado a tempo de ser licitado pela reitoria da UFCG. Agora “Inês é morta” e só resta montar uma nova trincheira de luta e transformar o desejo da cidade numa questão de vida ou de morte. Não é hora de dar nomes aos bois e nem de caça às bruxas.

Projeto do HU do Sertão, com sede em Cajazeiras

Semana pródiga
Esta semana, principalmente depois da visita do governador João Azevedo a Cajazeiras, foi muito fértil em noticias e o que circulou nos bastidores da política dá para escrever um livro. O muído principal foi em torno da sucessão municipal nas hostes das oposições e voltou o velho fuá: quem é que vai se compor com quem. Pura perda de tempo, porque a exemplo de todas as eleições as definições só acontecem no segundo tempo ao apagar das luzes.

De goela abaixo
A ex-prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque, ao responder o deputado estadual Jeová Campos, que a teria “acusada” de “oportunista”, respondeu: “Gostaria de dizer que existe o oportunismo e a oportunidade. Em Cajazeiras o PSB, hoje comandado por Jeová, já disse várias vezes que tem candidato e eu não fui ouvida e nem consultada”.

VEJA MAIS: Denise quer ser amiga de Ricardo, mas escolhe ficar com João Azêvedo e diz: “Estou pronta para 2020

De goela abaixo 2
“Ficando no partido poderia sofrer o que sofri sendo prefeita em 2016. Tive de renunciar ao meu vice por imposição, para não perder a legenda. Sair do partido é a oportunidade de me manter segura e democraticamente capaz de concorrer a qualquer cargo em 2020, se assim eu sentir que é o desejo do povo e do meu grupo político”. Faltou dizer quem teria “imposto” o seu vice.

Ex-prefeita não quis avaliar Zé Aldemir

Assumida
A ex-prefeita Denise Albuquerque assumiu de vez a postura de candidata a prefeita de Cajazeiras. Suas últimas declarações e posturas são muito evidentes e claras. Carlos Antonio, que até recentemente defendia o nome de Carlos Filho, está em silêncio e até o momento não fez nenhum comentário sobre as últimas falas de sua esposa.

Baixaria
O que fizeram com o prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, postando fotos de sua vida pessoal, foi de uma covardia sem tamanho e sem medidas. O que preocupa é o fato que a campanha nem começou e as baixarias já permeiam as redes sociais e quem tem uma mente doentia, bem que poderia pelo menos lembrar que por trás disto existem duas famílias que são atingidas mortalmente.

Chantagem
O prefeito Zé Aldemir teria avisado a alguns amigos e a própria família que estaria sendo “chantageado” para não ter as fotografias publicadas. A que ponto chega um ser humano em praticar tal gesto. É um fato que dá ânsias de vômitos. Infelizmente, no passado, já vivenciamos fatos iguais a este que envolveram gestores de nossa cidade. Uma lástima. Abominável.

Da Gazeta do Alto Piranhas

CELIBATO NÃO OBRIGATÓRIO

VÍDEO: Ex-padre da Diocese de Cajazeiras diz que está livre para casar porque sua nova igreja permite

VERSÃO DO PREFEITO

VÍDEO: Tyrone diz que foi agredido por Myrian, que se arrepende de ter reagido e chama ela de alienígena

CERCA DE R$ 90 MILHÕES

VÍDEO: Deputado aliado do governador diz que dívida do DAESA pode ser resolvida após eleição e pandemia

ELEIÇÕES 2020 NA PARAÍBA

VÍDEO: Dra. Paula prevê aliança com o governador e não vê problema em ‘dois palanques’ em Cajazeiras

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!