header top bar

section content

Câmara Municipal no Vale do Piancó aprova aumento dos salários de prefeito, secretários e vereadores

Presidente justificou ter colocado o projeto em votação em plena pandemia do coronavírus porque os vereadores temiam que o Poder Legislativo perdesse o prazo

Por Jocivan Pinheiro

05/04/2020 às 17h38 • atualizado em 05/04/2020 às 17h47

Câmara de Piancó

A Câmara Municipal de Piancó, no Sertão paraibano, colocou em votação e aprovou por maioria de votos, durante sessão ordinária realizada na sexta-feira (3), o aumento salarial para prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores para o período 2021-2024.

O vereador Cícero Fabio da Silva (Cícero de Zé Rico – DEM), que votou contra o aumento, informou ao Diário do Sertão que o salário do prefeito subiu de R$ 10 mil para RS 20 mil; dos secretários foi de R$ 2,5 mil para R$ 6,5 mil; e dos vereadores aumentou de R$ 4 mil para R$ 7 mil.

Também em contato com o Diário do Sertão, o presidente da Câmara Municipal de Piancó, José Luiz da Silva Filho (Neguinho Marinheiro – PSD), justificou ter colocado o projeto de aumento salarial em votação em pleno período de pandemia do coronavírus porque os vereadores temiam que o Poder Legislativo perdesse o prazo, já que, segundo ele, esse tipo de projeto tem que ser votado em até 180 dias antes das eleições.

Neguinho Marinheiro explicou que em 2012 houve uma votação que reajustou o salário dos vereadores para R$ 4 mil e em 2016 aconteceu outra votação que reajustou para R$ 6 mil. Porém, essa segunda votação teria acontecido fora do prazo regular e por isso a Justiça, após ser acionada, barrou o reajuste, fazendo com que o salário voltasse a ser R$ 4 mil.

Neguinho alega ainda que os vereadores temiam que outro episódio como esse acontecesse por causa de votação fora do prazo, por isso a sessão para o novo reajuste ocorreu nesse momento.

VEJA TAMBÉM

Câmara de Cajazeiras doará parte do duodécimo para distribuir cestas básicas a famílias carentes

Painel com o resultado da votação para reajuste salarial na Câmara de Piancó

O presidente da Câmara de Piancó ainda disse que os vereadores Cícero de Zé Rico e Hermogenes Xavier (PTN) votaram contra porque queriam que o salário aumentasse para o teto de R$ 8,775 mil, com base em uma lei que preconiza que em municípios com mais de 10 mil habitantes o salário do vereador pode ser até 30% do salário de um deputado federal.

Ao Diário do Sertão, o vereador Cícero de Zé Rico negou que tenha votado contra o aumento por esse motivo, mas sim porque ele deseja que o salário de vereador seja reduzido e o número de sessões aumente para duas por semana (é apenas uma atualmente). Cícero de Zé Rico falou que pretende acionar a Justiça para barrar o aumento.

DIÁRIO DO SERTÃO

DIREITO

VÍDEO: Advogado explica se pais e mães podem ser proibidos de visitar os filhos durante a pandemia

AVANÇO DO VÍRUS

VÍDEO: Cajazeiras chega a 59 casos de Covid-19, e secretária de Saúde faz alerta para a Zona Sul

PRECATÓRIOS

VÍDEO: Vereadora culpa atual prefeito por acúmulo de dívidas trabalhistas na Prefeitura de Ipaumirim-CE

PREFEITURA RESPONDEU

VÍDEO: Vereadores denunciam que motorista de Cajazeiras teria salário duas vezes maior que dos colegas

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!