header top bar

section content

Áudio atribuído a prefeito no sertão da PB diz que só receberá ajuda quem mostrar retrato na parede

No áudio, supostamente o prefeito afirma que quem não votar nele e 'comprovar' que votou exibindo seu retrato na parede não receberá qualquer ajuda do município

Por Jocivan Pinheiro

31/07/2020 às 17h41 • atualizado em 31/07/2020 às 17h57

Está repercutindo na Paraíba um áudio atribuído ao prefeito de Mato Grosso-PB, Raimundo José, conhecido como Doca (MDB), em que supostamente o prefeito afirma que quem não votar nele e não ‘comprovar’ que votou exibindo seu retrato na parede não vai receber qualquer ajuda do município.

No áudio, que vazou em grupos de Whatsapp, Doca declara que “quem não votar em mim não tem direito a nada, nem um Cibazol, nem uma água, ele morre de sede e eu não dou” (Cibazol: antigo medicamento popular de custo barato e eficácia duvidosa).

Doca foi eleito prefeito de Mato Grosso, em 2016, com 1.832 votos (69,95%). Seu adversário, Valdegizio (PP), obteve 787 votos (30,05%). Mato Grosso é um pequeno município localizado no sertão do estado, na região geográfica imediata de Catolé do Rocha, com população estimada em 2.702 habitantes. O autor do áudio afirma, ainda em tom de ameaça, que quem votou contra ele “vai se arrepender muitas vezes”.

VEJA TAMBÉM

Revoltados, mototaxistas cobram diálogo com prefeito de Cajazeiras e ajuda financeira na pandemia

Prefeito negou

A produção do programa Olho Vivo entrou em contato com Doca, mas ele negou que a voz do áudio seja dele. “Isso é conversa de trancoso”, respondeu o profeito.

Indagado se pretende acionar a Justiça para punir quem vazou o áudio, Doca respondeu que, ao invés disso, vai “conversar com uns homens”.

DIÁRIO DO SERTÃO

OBSTRUÍDAS

VÍDEO: Comandante da PM dá detalhes do protesto que parou a pavimentação da estrada de Boqueirão

AÇÕES DE MORO

VÍDEO: Advogado lista equívocos e ilegalidades no processo da Lava Jato que prendeu Lula

ESTRATÉGIAS

VÍDEO: Jornalista acredita que Carlos Antônio pode indicar vice de Marquinhos fazendo acordo para 2022

PERÍODO ELEITORAL

VÍDEO: advogado cajazeirense diz que divulgar ou compartilhar Fake News gera prisão e multa

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!