header top bar

section content

Prefeita de Uiraúna será investigada pelo MPPB por ato que teria provocado aglomeração na cidade

A investigação do MP refere-se ao ato da prefeita ter convidado a população para queima de fogos que resultou em aglomeração, na noite do último dia 29 de junho.

Por Diário do Sertão com Assessoria MPPB

06/07/2021 às 12h16 • atualizado em 06/07/2021 às 12h18

Prefeitura de Uiraúna, no Alto Sertão paraibano.

A prefeita de Uiraúna, na região de Cajazeiras, Maria Sulene Dantas Sarmento, conhecida popularmente por Leninha Romão (PP), será investigada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) após convidar a população para queima de fogos que resultou em aglomeração no município. Fato que aconteceu na noite do último dia 29 de junho.

A Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa do Ministério Público da Paraíba (Ccrimp/MPPB) instaurou um procedimento investigatório criminal (PIC) e vai apurar o caso. O PIC apura a prática, em tese, de infração de medida sanitária preventiva (artigo 268 do Código Penal) e incitação ao crime (artigo 286 do Código Penal).

VEJA TAMBÉM

VÍDEO: Prefeita diz que Uiraúna é a ‘terra da corrupção’ e que há propina para vereadores aprovarem projetos

A Portaria nº 67/2021, que instaura o PIC, foi assinada pelo 1º subprocurador-geral de Justiça e presidente da Ccrimp, Alcides Jansen, nesta segunda-feira (05). De acordo com o documento, foi instaurada uma notícia de fato com base em informações de que a prefeita de Uiraúna, em áudio divulgado no último dia 29 de junho, fez convite para uma queima de fogos a fim de que os munícipes tomassem conhecimento e comemorassem a conquista pelo governo municipal de verbas públicas por emendas parlamentares, dentre elas, a de R$ 5 milhões para dar início à construção de um hospital.

Na portaria, é destacado que o Decreto Municipal nº 48, de 14 de junho de 2021, proíbe a realização de queima e a comercialização de fogos de artifícios, independentemente de sua potencialidade e alcance, em espaços públicos e privados, e prevê, inclusive, que o descumprimento das determinações previstas no ato normativo configura o crime previsto no artigo 268 do Código Penal.

Além da queima de fogos, a comemoração proposta pela prefeita resultou em uma carreata com carro de som e aglomerações nas ruas da cidade, conforme se verifica dos vídeos e links constantes dos autos.

Ainda conforme a portaria, na 28º Avaliação do Plano Novo Normal, iniciada em 28 de junho de 2021, o município de Uiraúna se encontrava em bandeira vermelha. Por isso, foi instaurado o PIC para análise dos indícios de atos ilícitos com vistas à caracterização de materialidade, bem como da respectiva autoria

A portaria designa os promotores de Justiça integrantes da CCrimp para, conjunta ou separadamente, instruir o PIC, delegando-lhes atribuições para expedir notificações, colher depoimentos, requisitar documentos e praticar todos os atos executórios necessários à completa instrução do feito.

RELEMBRE O CASO

VÍDEO: Prefeita de Uiraúna ignora bandeira vermelha da pandemia e convoca queima de fogos e ‘motociata’

DIÁRIO DO SERTÃO

JÁ CUMPRE PROCESSO

VÍDEO: Delegado diz que suspeita de assassinar jovem em sítio de Cajazeiras usa tornozeleira eletrônica

LEI MARIA DA PENHA

VÍDEO: Delegado diz que suspeito de incendiar casa, em Cajazeiras, irá responder por violência doméstica

TALENTO SERTANEJO

VÍDEO: Natural de Uiraúna, autor de “A inveja mata” se apresenta no Acústico Diário com novos sucessos

ATO DE LOUCURA

VÍDEO: Durante briga com namorada, jovem de 23 anos toca fogo na casa dos pais, no Centro de Cajazeiras

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!