header top bar

section content

MPPB instaura inquérito para apurar supostas irregularidades durante campanha eleitoral de Zé Aldemir

Entre as irregularidades está a suposta utilização de repasses de verbas da Covid-19 para ajuda de custos com energia elétrica e taxas de água de pessoas carentes

Por Jocivan Pinheiro

08/07/2021 às 19h17 • atualizado em 08/07/2021 às 19h26

Zé Aldemir e sua esposa Paula Francinete

O Ministério Público da Paraíba, através da Promotoria de Justiça de Cajazeiras, instaurou Inquérito Civil Público para apurar uma série de supostas irregularidades durante a campanha eleitoral do atual prefeito Zé Aldemir (PP), que está no seu segundo mandato consecutivo. Entre as irregularidades está a utilização de repasses de verbas da Covid-19 para ajuda de custos com energia elétrica e taxas de água de pessoas carentes.

De acordo com portaria emitida pelo MPPB, o inquérito visa apurar também irregularidades no fornecimento de cestas básicas por pessoas jurídicas ao município; propaganda indevida do então candidato a reeleição José Aldemir feita pela sua esposa, a deputada estadual Paula Francinete; excesso no número de contratos por excepcional interesse público e uso de cargos comissionados para fins de defesa privada em processo judicial e em representações eleitorais.

A portaria informa, ainda, que “foi juntada nestes autos a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), processo n. 0600531-06.2020.6.15.0068, ajuizada pela Coligação ‘Cajazeiras é do povo’, composta pelos partidos PSL, PTB, Cidadania, DEM, PMN, Patriota, Pode, Avante e Republicanos, em desfavor dos candidatos José Aldemir Meireles de Almeida e Marcos Antônio Gomes da Silva, eleitos Prefeito e vice-Prefeito de Cajazeiras/PB, respectivamente, para a legislatura 2021/2024”.

VEJA TAMBÉM: Ministério Público de Contas apresenta denúncia contra prefeito e vice-presidente da Câmara de Piancó por ‘aumento exorbitante’ de salários

Prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, após votação em 2020

O MPPB deu prazo de 15 dias para que o prefeito de Cajazeiras, sua esposa e mais cinco pessoas apresentem defesa escrita, “podendo juntar nos autos os documentos que entenderem necessários para melhor elucidação do caso em concreto”.

“É necessária realização de diligências para melhor averiguar os fatos e, caso sejam demonstrados no curso destes autos, propiciar ao Ministério Público a adoção da medida extrajudicial ou judicial cabível”, diz outro trecho da portaria.

Outro lado

Tentamos falar por telefone com a deputada Dra. Paula, mas as ligações não foram completadas. Já o prefeito José Aldemir ainda se recupera da Covid-19 em um hospital de São Paulo. Deixamos o e-mail diariodosertao@gmail.com para os citados se pronunciarem, caso assim desejem.

LEIA AQUI A PORTARIA COMPLETA

DIÁRIO DO SERTÃO

VOLTOU PARA CASA COM DORES

VÍDEO: Mulher denuncia que médica negou atendê-la em posto de Cajazeiras após ela ‘fungar’ com o nariz

ABSURDO

VÍDEO: Após quatro meses, loja é novamente arrombada durante a madrugada, no centro de Cajazeiras

BOA NOTÍCIA

VÍDEO: João Azevêdo destaca queda em mortes por covid; 107 cidades da PB não registraram óbitos em julho

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ótica A Graciosa lança promoção para a Semana dos Pais; saiba como ganhar um super presente

Recomendado pelo Google: