header top bar

section content

VÍDEO: Alunos do EJATec de escola de Cajazeiras realizam evento para conscientizar sobre câncer de mama

Evento aconteceu na antiga Escola Lica Dantas, onde hoje funciona um anexo do Manoel Mangueira

Por Jocivan Pinheiro

17/10/2017 às 16h35 • atualizado em 17/10/2017 às 16h36

Alunos e professores da antiga escola Lica Dantas, onde hoje funciona um anexo do Colégio Manoel Mangueira com Educação de Jovens e Adultos com Tecnologia (EJAtec) e o programa Saberes da Educação, realizaram na manhã desta terça-feira (17) a apresentação de trabalhos com o objetivo de conscientizar o maior número de pessoas sobre a importância da prevenção ao câncer de mama, aproveitando toda a mídia em torno da campanha Outubro Rosa.

O professor Álvaro Mamede, que é coordenador do anexo, destacou a importância do engajamento dos alunos nas atividades do colégio.

“Os alunos configuraram praticamente todo esse momento, que é fruto do final do curso EJATec. Esses profissionais estão aí para irem para o mercado de trabalho. São cidadãos que nesse momento provaram que nós estamos preparando-os para ajudar nossa nação”.

Durante as apresentações, a professora Diogeneide Ferreira fez uma fala carregada de emoção, pois há três anos sua mãe foi diagnosticada com câncer de mama e está lutando contra a doença.

“Falar sobre o câncer de mama é algo que a geste está vivenciando. É uma realidade que contribui para que a gente tenha mais informações e passar essa mensagem para as pessoas”.

Objetivo do evento é conscientizar sobre a importância da prevenção ao câncer de mama

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’

ANALISAR MELHOR FORMA

Presidente da OAB Nacional diz que irá discutir modelo legal para a questão do armamento no Brasil

PARTICIPE!

Retiro de Carnaval de Pombal recebe adesão de fiéis para a execução do maior evento religioso da cidade

SANTA MARIA

VÍDEO: Faculdade de Cajazeiras é contraponto a injustiças sociais e falta de ‘gentilezas’, diz diretora