header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Alunos ficam sem aula em cidade da Região de Cajazeiras durante protestos de servidores contra salário atrasado

A paralisação contou com o apoio do vereador oposicionista, Geraldo Feitosa de Lima (Geraldinho de Chiquita - PSDB).

Por Luzia de Sousa

20/06/2018 às 16h13 • atualizado em 21/06/2018 às 01h22

Protesto conta salário atrasado em Joca Claudino

Os servidores municipais de Joca Claudino, Região de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, paralisaram suas atividades nessa terça-feira (19), para cobrar o reajuste nacional do Magistério, a criação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração e principalmente o salário do mês de maio. As escolas da rede municipais ficaram sem aulas nessa data.

A paralisação contou com o apoio do vereador oposicionista, Geraldo Feitosa de Lima (Geraldinho de Chiquita – PSDB).

O ato foi coordenado pela presidenta do Sindicato dos Servidores Municipais de Joca Claudino (SINSEMJOCA), Gilmara Moreira, pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uiraúna (SINSPUMU), professor e sindicalista Edilson Anacleto David, pela presidenta do Sindicato dos Servidores Municipais de Cajazeiras (SINFUMC) e representante da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Elinete Lourenço, além da professora e secretária de Articulação Política da Prefeitura de Uiraúna, Maria dos Remédios.

Segundo a presidenta do SINSEMJOCA, Gilmara Moreira, os servidores ainda não receberam o pagamento referente ao mês maio.

Servidores cobram salário atrasados em Joca Claudino

“Não temos uma data definida para receber nossos vencimentos. Dessa forma não tivemos outra alternativa a não ser a mobilização dos servidores municipais”, disse a presidente.

Gilmara Lopes classificou a situação como caótica e desesperadora. Para ela, o atraso no pagamento dos salários está gerando o empobrecimento da cidade, que tem no serviço público a maior fonte de renda da população.

“Sem salários, os servidores públicos e suas famílias não podem consumir produtos ou serviços, de forma que sofrem não só estes, mas os comerciantes e autônomos de toda a cidade”, declarou a sindicalista.

Funcionários fizeram um alerta a prefeita de Joca Claudino

O outro lado
A redação do Diário do Sertão tentou ouvir nesta quarta-feira (20), a secretária de educação da gestão da prefeita Jordhanna Lopes dos Santos (PTB), mas as ligações não foram atendidas. Deixamos aberto o espaço caso a gestão queira se pronunciar.

.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações e fotos do Jornalista Abdias Duque de Abrantes

CAMPEONATO PARAIBANO 2019

VÍDEO: Após vistoria técnica, representantes da CBF elogiam o estádio Perpetão: “É um dos melhores”

A ARTE DO CORPO

VÍDEO: Bailarino que dá aula de dança em Cajazeiras fala da sua trajetória e de projetos para a cidade

MÚSICA AO VIVO

VÍDEO: Sucesso no Nordeste, cantor interpreta grandes bandas nacionais e internacionais no Xeque-Mate

BENEFÍCIOS

VÍDEO/FOTOS: Bonito de Santa Fé celebra 80 anos com entrega de novos equipamentos de saúde à população