header top bar

section content

Diretor do Colégio Comercial se emociona e fala do crime que marcou escola de Cajazeiras

Recentemente, dois grupos de alunos do Colégio Comercial foram contemplados na OBR (Olimpíada Brasileira de Robótica).

Por

19/08/2014 às 16h52

Interview dessa segunda-feira (19) recebeu o diretor da Escola Estadual Constantino Vieira, conhecida como Colégio Comercial, Fausto Albuquerque. Na sua terceira gestão a frente do Comercial, o diretor falou sobre os momentos difíceis que viveu na escola, como o episódio da morte de um aluno dentro do colégio.

“Infelizmente a violência está em toda parte, é quase impossível fugir dela. Mas, agora temos novos projetos como o monitoramento de Câmeras que nos ajudam a acompanhar melhor o que se passa na escola”, disse.

O diretor que é apaixonado pelo Colégio Comercial, se emocionou várias vezes durante a entrevista e falou sobre o carinho que sente por todos da escola. “Fazemos o possível para que a nossa escola se destaque”, disse.

Recentemente, dois grupos de alunos do Colégio Comercial foram contemplados na OBR (Olimpíada Brasileira de Robótica). Eles se apresentaram com um robô que produziram para a Olimpíada.

Cajazeirense, o diretor revelou que na sua adolescência quis ser padre, porém, descobriu que não tinha vocação. Ele concluiu o técnico de contabilidade no Colégio Comercial e logo começou a dar aulas na escola. Depois foi fixado por meio de Concurso.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Se reforma da Previdência não cortar privilégios, sociedade deve ‘gritar’ contra ela, diz padre

INFRAESTRUTURA

VÍDEO: Chuvas destroem ruas de Cajazeiras que não são pavimentadas e moradores cobram ação da Prefeitura

VETERANO DA MÚSICA

VÍDEO: Em Cajazeiras, cantor de renome nacional critica sertanejo universitário: “Virou uma baderna”

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’