header top bar

section content

VÍDEO: Câmara de Cajazeiras terá que devolver dinheiro das inscrições após cancelar concurso público

A Fundação Vale do Piauí (FUNVAPI) disse nesta segunda-feira (28) à reportagem do Diário do Sertão que os valores cobrados na inscrição, foram depositados em uma conta bancária sob responsabilidade do Poder Legislativo

Por José Dias Neto

28/09/2021 às 18h24

A Fundação Vale do Piauí (FUNVAPI), empresa vencedora do certame em dezembro de 2020 para realização de concurso público na Câmara de Vereadores de Cajazeiras, disse nesta segunda-feira (28) à reportagem do Diário do Sertão que os valores cobrados na inscrição, foram depositados em uma conta bancária sob responsabilidade do Poder Legislativo e a devolução cabe à Câmara.

Segundo a empresa, a atual administração do legislativo cajazeirense ainda não comunicou oficialmente o cancelamento do certame.

VEJA MAIS: 

VÍDEO: Presidente da Câmara de Cajazeiras confirma cancelamento de concurso após notar irregularidades

‘’Em nenhum momento a nossa instituição foi notificada pelo Poder Legislativo de Cajazeiras para prestar qualquer tipo de esclarecimento, tudo foi feito de forma unilateral, lembrando que quando há um contrato, ele é entre as duas partes’’, diz trecho de carta enviada ao Diário do Sertão.

Concurso cancelado. Foto: Divulgação

De acordo com a FUNVAPI a devolução dos recursos cabe à Câmara de Cajazeiras.

‘’Os recursos oriundos da taxa de inscrição pagas pelos candidatos foram depositadas em conta, cuja titularidade é da Câmara de Cajazeiras e que o senhor presidente, de forma equivocada, vem anunciando que os recursos foram recebidos pela nossa instituição. Que o presidente da Câmara seja transparente e faça a devida devolução dos valores aos candidatos’’, diz empresa em carta.

O QUE DIZ O PRESIDENTE DO LEGISLATIVO?

Na tarde desta terça-feira (28), após divulgação da carta, em contato telefônico com o Diário do Sertão, o vereador Eriberto Maciel, presidente da Câmara de Cajazeiras disse que está cumprindo agenda administrativa em Brasília-DF e que ao retornar fará procedimento administrativo de comunicado à FUNVAPI sobre concurso público e finalização dos detalhes.

‘’Quando eu voltar estarei passando todos esses dados para a imprensa conforme já solicitei do Banco do Brasil’’, disse.

A COMISSÃO

Durante 180 dias, uma comissão formada pelos vereadores Alisson Voz e Violão (Cidadania), Nino da Esperança (PSDB) e a vereadora Raelza Borges (PP) analisaram a viabilidade da realização do certame lançado pelo ex-presidente e atual vereador Deusinho da Arara (PSB).

Segundo Eriberto Maciel vários ‘vícios’ que ferem a Lei de Responsabilidade Fiscal foram encontrados no edital, provavelmente oriundos de uma falha da assessoria jurídica da gestão do vereador Deusinho.

DIÁRIO DO SERTÃO

TECNOLOGIA

VÍDEO: Professor diz quando o 5G deve chegar no Sertão e alerta: “vamos ter que comprar outro aparelho”

RETORNO DE CASOS

VÍDEO: Com aumento de casos de coronavírus, UPA de Sousa reabre ala Covid-19 para atender casos graves

REDUÇÃO DO ICMS

VÍDEO: Gasolina cai R$ 0,30 em Cajazeiras e motoristas desabafam: ‘‘precisa melhorar, não é o bastante’’

REGIÃO DE SOUSA E POMBAL

VÍDEO: Comandante do 14º BPM considera positivo os números do 1º semestre e faz agradecimentos

Recomendado pelo Google: