header top bar

section content

Mais de 421 mil pessoas já estão imunizadas contra a influenza na Paraíba

Esse número representa uma cobertura de 49,38% da meta.

Por Luzia de Sousa

11/05/2016 às 07h06

Vacinação contra a gripe (Foto: Diário do Sertão)

A Paraíba já imunizou 421.324 pessoas dentro dos grupos prioritários desde o dia 30 de abril, quando foi aberta oficialmente a Campanha de Vacinação contra a influenza, de acordo com dados do site da campanha. Esse número representa uma cobertura de 49,38% da meta. No Estado, a população do grupo prioritário é de 946.103 pessoas e a meta é vacinar pelo menos 80% delas (759.280 pessoas). A campanha segue até o próximo dia 20 de maio.

Veja também

?Depois de duas vítimas suspeitas de ‘Gripe Suína’, morre 1ª vítima de calazar no Hospital de Cajazeiras

?Cajazeiras registra primeira morte suspeita da ‘Gripe Suína’; Já são dois casos no HRC

A cada ano, a vacina contra a gripe é atualizada para controlar a circulação viral no período sazonal. Sua composição é feita por pesquisadores e definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Para 2016, a Paraíba recebeu até o momento 870 mil doses da vacina contra a gripe (87%). A previsão é que as demais doses (mais 130 mil doses) cheguem até esta quarta-feira (11). Mais de 2 mil postos de vacinação estão em funcionamento para atender a demanda”, informou a assessora técnica do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde, Márcia Mayara.

Para a campanha em 2016, o público-alvo são crianças de seis meses a menores de cinco anos; indivíduos com 60 anos ou mais; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas privadas de liberdade e trabalhadores do sistema prisional; população indígena; trabalhadores de saúde; portadores de doenças crônicas e jovens 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas. O público-alvo deve apresentar o cartão de vacinação nos postos.

Para toda a população a prevenção é fundamental. “Algumas medidas de prevenção devem ser intensificadas como: a lavagem das mãos com água e sabão, quando não for possível utilizar o álcool gel; ao tossir e espirrar utilizar lenços descartáveis ou antebraço; evitar locais de aglomeração; em casos de quadro gripal, nos primeiros dias evitar frequentar escola, trabalho entre outros, evitando assim a transmissão de qualquer agente etiológico. Recomenda-se, ainda, aos profissionais de saúde manter a vigilância, identificando precocemente os casos suspeitos e intervindo oportunamente para que estes não cheguem à gravidade, o que pode culminar em óbito”, explicou a gerente de Vigilância Epidemiológica da SES, Izabel Sarmento.

A campanha tem por objetivo diminuir os riscos das complicações de doenças respiratórias, reduzindo a mortalidade por diferentes tipos de gripes. “A vacinação contra influenza mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações nos grupos prioritários”, acrescentou Márcia Mayara.

Márcia ainda ressaltou que as vacinas influenza sazonais têm um perfil de segurança excelente e são bem toleradas. “A Secretaria de Saúde do Estado orienta que os municípios continuem intensificando as ações de vacinação durante toda a campanha. A vacina contra a gripe é trivalente, ou seja, previne contra as complicações referentes a três tipos do vírus: H1N1, H3N2 e B”, finalizou Márcia.

Secom

Recomendado para você pelo google

ESPERANÇA

VÍDEO: Presidente da OAB declara que luta pela permanência da Vara do Trabalho de Cajazeiras não acabou

ENTREVISTA

VÍDEO EXCLUSIVO: Governador anuncia obras no Sertão, esclarece polêmicas e fala de relação com Ricardo

A VOLTA?

VÍDEO: Nonato Neto participa do Xeque Mate e responde sobre possibilidade do retorno da dupla Os Nonatos

CURRÍCULO DE VITÓRIAS

VÍDEO: Primeiro coach do Vale do Piancó, policial recorda emocionado os obstáculos que superou na vida