header top bar

section content

PERDEU DE NOVO: TJPB mantém sequestro de contas da prefeitura de Cajazeiras. Veja!

O TJ não aceitou os argumentos de nulidade do processo apresentados pelos advogados e ratificou a decisão.

Por Luzia de Sousa

20/12/2016 às 07h50 • atualizado em 20/12/2016 às 08h02

Prefeitura Municipal da cidade de Cajazeiras

O Tribunal de Justiça da Paraíba negou nessa segunda-feira (19) um agravo de instrumento impetrado pela prefeitura municipal de Cajazeiras contra o bloqueio das contas do município; decisão tomada pela juíza Silse Maria da Nóbrega, da 4ª Vara de Cajazeiras foi referendada pela desembargadora Maria das Graças Morais Guedes.

+ Justiça condena prefeitura de CZ pagar benefícios aos professores e Sinfumc aplaude

+ IXE: Justiça manda sequestrar recursos da prefeitura de Cajazeiras para pagar salários

O TJ não aceitou os argumentos de nulidade do processo apresentados pelos advogados e ratificou a decisão, indeferindo o pedido de reconsideração. Essa é terceira derrota judicial da prefeitura no caso, sendo uma em 1ª e duas em 2ª instâncias.

Segundo o advogado do Sinfumc, João de Deus Quirino Filho, a desembargadora acompanhou na íntegra a decisão da magistrada de Cajazeiras e manteve o bloqueio dos recursos da prefeitura.

O advogado explicou que os pagamentos podem ocorrer já após o término do recesso judiciário  a partir de 9 de janeiro, pois acredita que já está assegurado o valor total para pagamentos dos salários atrasados de novembro e dezembro de 2008. O bloqueio foi iniciado em 24 de novembro deste ano.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

QUE VENHA MAIS

VÍDEO: em poucos minutos, chuva forte alaga cidade na região de Cajazeiras: “Virou mar”, diz internauta

DETALHES

VÍDEO: Tenente do Corpo do Bombeiros conta como aconteceu a morte de irmãos em açude no Vale do Piancó

RESGATE HISTÓRICO

VÍDEO: Memorialista que conviveu com Luiz Gonzaga diz que havia incompatibilidade ente ele e Gonzaguinha

'CIDADE EDUCADORA'

VÍDEO: Na Câmara, professores aplaudem prefeito de Monte Horebe por aumento salarial acima do piso