header top bar

section content

Adolescente de 15 anos apreendido em Cajazeiras confessa ter assassinado albergado de Sousa a tiros

O adolescente foi apreendido durante a “Operação Alvorada”, quando os policiais realizavam abordagem no Bairro São Francisco.

Por Luzia de Sousa

31/01/2018 às 13h01 • atualizado em 31/01/2018 às 13h07

Material apreendido com o menor (Foto: Polícia Militar)

A Polícia Militar de Cajazeiras apreendeu por volta das 10 horas desta quarta-feira (31), um adolescente de 15 anos de idade, suspeito de assassinar a tiros, o sousense Françualdo Gadelha de Sousa, mais conhecido por “Quase Nada”, em 18 de dezembro do ano passado.

+ Albergado é morto a tiros na cidade de Cajazeiras; ele estava na cidade a cerca de um mês

Este crime foi o último homicídio registrado na cidade de Cajazeiras, e ocorreu no lixão da cidade. Em poder do suspeito a PM apreendeu sete porções de uma substância semelhante à maconha.

O adolescente foi apreendido durante a “Operação Alvorada”, quando os policiais realizavam abordagem no Bairro São Francisco, Zona Sul de Cajazeiras.

Segundo informações da polícia, após a apreensão, o adolescente confessou para os militares ser o autor do homicídio. Ele foi conduzido para Delegacia de Policia Civil de Cajazeiras.

Entenda
O homicídio foi registrado nessa segunda-feira (18) na cidade de Cajazeiras. Um albergado foi morto a tiros por uma dupla de moto, enquanto trabalhava no lixão da cidade.A vítima estava na cidade acerca de 1 mês, e de acordo com o levantamento feito pela PM, ele é natural de João pessoa e cumpria albergue em Sousa, de onde estava foragido.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: No Mês da Black Friday, concessionária Brazauto oferece preços e formas de pagamento especiais

VÍDEO

Vereador lamenta falta de doação ao Hospital Laureano e acusa prefeito de Pombal: “Virou as costas”

TROVÃO NO BRASILEIRÃO

VÍDEO: Prefeito se compromete a patrocinar o Atlético de Cajazeiras com R$ 20 mil mensais em 2020

É LEI OU NÃO?

VÍDEO: Advogado explica diferenças entre união homoafetiva estável e casamento gay no âmbito jurídico