header top bar

section content

Cajazeirense relata momento de medo durante viagem a João Pessoa: “Agradeço a Deus pelo livramento”

"Eu estava na última poltrona junto com minha esposa, por pouco a janela não estourou nos atingindo. Agradeço a Deus pelo livramento", relatou o assessor.

Por Luzia de Sousa

01/02/2018 às 15h45 • atualizado em 01/02/2018 às 16h32

ônibus foi trocado para seguir viagem (Foto: Daniel Oliveira)

O assessor de imprensa do Hospital Regional de Cajazeiras, Daniel Oliveira relatou nesta quinta-feira (1), que passou momento de muito medo durante viagem a João Pessoa. Ele explicou que se tratou de uma tentativa de assalto.

Daniel explicou que saiu de Cajazeiras no período da noite, com destino a capital, em um ônibus da Guanabara, quando o veículo passava pelo Distrito de São Gonçalo, município de Sousa foi apedrejado.

O cajazeirense disse que homens estavam escondidos no matagal próximo a pista, e passaram a jogar pedras no ônibus, que seria para forçar o motorista a parar o veículo, mesmo assim, o motorista seguiu viagem até a cidade de Sousa, solicitando outro veículo para continuar o percurso.

Segundo Daniel, a tentativa seria para quebrar o parabrisa do veículo, mas devido a velocidade do ônibus e estar na mão direita e os indivíduos no bordo da pista do lado esquerdo, ao lançar a pedra, acabou atingindo a penúltima janela do ônibus.

“Eu estava na última poltrona junto com minha esposa, por pouco a janela não estourou nos atingindo. Agradeço a Deus pelo livramento”, relatou o assessor.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ciro diz que Ricardo ‘prejudicou-se na sucessão’, mas elogia Azevêdo: “Seria uma honra no PDT”

PREOCUPADO

VÍDEO: Na Semana dos Pobres, bispo de Cajazeiras diz que “pobreza se avoluma cada vez mais nas cidades”

A OBRA PAROU?

Ex-vereador denuncia que terminal rodoviário de Sousa está abandonado: “Prefeito Tyrone não está nem aí”

PROJETO DE LEI

VÍDEO: Comentarista diz que críticas ao leilão de imóveis da Prefeitura de Cajazeiras é ‘politicagem’