header top bar

section content

VÍDEO: Vereador revela risco de suicídios por causa de esquema de agiotagem de colombianos em Cajazeiras

Marcos Barros denuncia que em Cajazeiras existe um grupo de colombianos que empresta dinheiro a juros exorbitantes para comerciantes e profissionais liberais

Por Jocivan Pinheiro

10/09/2019 às 14h18 • atualizado em 10/09/2019 às 14h25

O vereador Marcos Barros denuncia que na cidade de Cajazeiras e região existe um grupo de colombianos que está emprestando dinheiro a juros exorbitantes para pequenos comerciantes e profissionais liberais. Segundo o vereador, os juros chegam a 30% por dia.

Marcos Barros disse que já levou a denúncia à tribuna da Câmara Municipal e às autoridades competentes para as devidas providências.

O vereador afirma que, por causa da dificuldade em pagar a dívida, algumas pessoas estariam fechando as portas do seu comércio e sendo ameaçadas.

“Muitos precisaram e pediram dinheiro emprestado a esses colombianos e não estão tendo condições de pagar. Inclusive estão recebendo até ameaças se não pagarem. Então eu fiz a denúncia na Câmara para que o Ministério Público, para que a Polícia Civil e também a Polícia Federal possam investigar”.

VEJA TAMBÉM

Delegado do GTE de Cajazeiras dá detalhes da prisão de colombiano acusado de agiotagem

Esquema internacional de agiotagem no Cariri cearense é desarticulado pela Polícia Civil

Caso já foi registrado na delegacia de Cajazeiras

De acordo com Marcos Barros, algumas vítimas desses criminosos disseram que até chegaram a pensar em suicídio por causa da dívida.

“Além de pagar aquilo que ganhou no final do dia, ainda toma mais dinheiro emprestado a outra pessoa para completar aquele dinheiro para pagar aos colombianos. Isso está virando uma bola de neve, chegando até a pessoas querendo cometer suicídio porque não têm condição de pagar”.

Polícia Civil de Cajazeiras prendeu colombiano acusado de agiotagem e apreendeu dinheiro e objetos

Na tarde desta segunda feira (09), o Grupo Tático Especial da Polícia Civil prendeu um colombiano acusado de cometer o crime de agiotagem, e com ele foram apreendidos um celular, computador, cartões de visita, cartões de devedores, caderno de cobrança, dinheiro e documentos de veículos.

“Eu não estou aqui incentivando que deixem de pagar o que estão devendo. Mas o que não pode é cobrar os juros numa situação dessas”, reclama o vereador.

Redação DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Capitão da PM conta que vítima de tiros em Cajazeiras fez revelação sobre crime antes de morrer

VÍDEO

No Sertão, Ricardo Coutinho rebate presidente da assembleia e manda recado duro para governador da PB

SAÚDE PÚBLICA

VÍDEO: Mensagem Empresarial recebe especialista em saúde pública e fala de práticas integrativas do SUS

DESCONTRAÇÃO

VÍDEO: Sucesso na internet, Gleyfy Brauly e MC Nem animam o programa Xeque Mate dessa semana