header top bar

section content

Jovem sousense tem supostas fotos íntimas compartilhadas indevidamente em grupos de whatsapp da cidade

A jovem foi aconselhada a formalizar queixa junto à Polícia, para que seja feita uma investigação, afim de localizar o responsável pelo vazamento das imagens

Por DIÁRIO DO SERTÃO

14/09/2019 às 15h51 • atualizado em 14/09/2019 às 15h52

O Diário do Sertão não compactua com essa prática criminosa

Supostas fotos íntimas de uma jovem acabaram sendo compartilhadas em grupos de whatsapp da região de Sousa, no Sertão paraibano.

Ainda não se sabe quem foi o responsável pelas imagens estarem circulando na web.

A jovem foi aconselhada a formalizar queixa na Polícia, para que seja aberta uma investigação.

Sistema Diário do Sertão é contra qualquer tipo de reprodução de fotos os vídeos dessa natureza, e não compactua com essa prática criminosa. O dever do site é apenas noticiar as informações do sertão da Paraíba e do mundo.

QUALQUER DIVULGAÇÃO É CRIME

O compartilhamento de material desse tipo, como fotos ou vídeos íntimos, pode ser classificado como difamação (imputar fato ofensivo à reputação) ou injúria (ofender a dignidade ou decoro), segundo os artigos 139 e 140 do Código Penal.

VEJA TAMBÉM!

+ Três pessoas ficam feridas após motorista perder o controle de carro, em rodovia da região de Cajazeiras

+ Amigos e familiares lamentam morte de vereador Sertanejo e lotam redes sociais de homenagens

Lei de Crimes da Internet, também conhecida como “Lei Carolina Dieckmann”: sancionada em dezembro de 2012, pune com prisão quem comete crimes digitais e serve como base jurídica para punir quem divulga informações pessoais sem consentimento.

A divulgação de imagens e vídeos de nudez ocorre também com o consentimento da produção do material, porém sem a autorização de divulgá-lo na internet. Quando isso acontece, essa prática é conhecida como ‘pornografia de vingança’ ou ‘sexting’. Em casos extremos após o vazamento de imagens íntimas seguidas de ‘cyberbullying’ já existem registros de suicídios cometidos pelas vítimas devido a exposição vexatória.

DIÁRIO DO SERTÃO

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ex-ministro da Justiça afirma que Lula é inocente e defende anulação da sentença pelo STF

VÍDEO

Delegada da Mulher de Patos declara que aumento de feminicídios na região chama atenção pela crueldade

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

VÍDEO: Comitê Pró-HU do Sertão volta de Brasília otimista com possível aumento de recursos para a obra

123 DIAS

VÍDEO: Dra. Paula pede licença na Assembleia para cuidar da saúde; ela passará por duas cirurgias